O secretário de Finanças da Delegacia Sindical do Sindireceita em Porto Velho, Francisco Pinto, falou nesta última quinta e sexta-feira dos preparativos e cuidados para a Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física do exercício de 2018, ano-calendário de 2017, à Rádio Nacional da Amazônia, com o apresentar Eduardo Mamcazs.

Francisco Pinto disse que a declaração, que começa a cerca de um mês, é referente aos fatos-geradores de janeiro a dezembro do ano de 2017, orientando sobre o abatimento de despesas médicas, planos de saúde, de instrução, como pré-escola, escola, faculdade, pós-graduação. “As despesas médicas dedutíveis do IRPF são aquelas do próprio declarante e de seus dependentes legais incluídos em sua declaração”, esclareceu.

O dirigente sindical informou ainda que, embora não seja obrigatória a posse de todos os documentos relativos às despesas dedutíveis do Leão, é muito importante ter em mãos esses dados, em especial quando se trata de recibos de consultas e tratamentos médicos fora do domicílio do declarante. Ele ressaltou também que em caso de dúvidas sobre a exatidão das informações prestadas pela fonte pagadora é necessário saná-las à luz do contracheque e do informe de rendimentos e retenção na fonte, antes de iniciar o preenchimento da declaração.

O secretário de Finanças falou ainda sobre como declarar bens, a exemplo de veículos adquiridos com financiamento bancário, bem como dívidas. “O valor do veículo adquirido com financiamento bancário, a chamada alienação fiduciária, deve ser informado pelo valor efetivamente pago, acrescido das parcelas pagas a cada ano. Mas a dívida para com o banco não deve ser informada em “Dívidas e Ônus Reais. Por outro lado, se contrair um empréstimo pessoal, como o “CDC-Crédito Direito ao Consumidor”, com valor acima de R$ 5.000,00, deve ser declarado”, disse.

Francisco Pinto participa já por quatro de programas da Rádio Nacional da Amazônia, da Empresa Brasileira de Comunicações-EBC, Rádio Justiça, do Supremo Tribunal Federal, com vários esclarecimentos sobre o IRPF. Suas entrevistas são replicadas por várias emissoras de rádio e site de notícias do País.

Nesta semana, o programa Trocando Programa “Trocando em Miúdos”, da Rádio Nacional, vai continuar com as sequências de entrevistas em dicas do Francisco Pinto sobre o IRPF  2018.