Ao longo dos últimos meses, os Analistas-Tributários promoveram uma série de ações contra aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 287/2016, que propõe a reforma da Previdência. Nessa semana não foi diferente. Nesta segunda-feira, dia 05 de fevereiro, a Diretoria Executiva Nacional (DEN) em conjunto com os ATRFBs presentes e demais servidores realizaram um trabalho parlamentar de abordagem aos deputados que desembarcavam na área de desembarque do Aeroporto Internacional de Brasília/DF. Na ocasião, os diretores Odair Ambrosio (Comunicação), Ricardo Ramos (Formação Sindical e Relações Intersindicais) e Breno Rocha, e o delegado sindical em Belém/PA, Augusto da Costa Coroa, acompanharam os trabalhos.

Durante o ato, os servidores prestaram esclarecimentos à sociedade civil e a parlamentares, alertando sobre os prejuízos que a proposta do governo federal pode acarretar à Administração Pública e à prestação de serviços essenciais à população.

O diretor Breno Rocha revelou que o ato foi fruto do trabalho realizado no último final de semana durante a reunião ampliada do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) e do Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), na qual o Sindireceita participou ativamente. Para ele é importantíssima a recepção dos parlamentares e a demonstração de insatisfação dos servidores públicos sobre o assunto.

Rocha revelou ainda que no calendário de atividades aprovado pelas entidades participantes da reunião ampliada está prevista uma mobilização/paralisação no dia da inclusão da PEC 287 na pauta do Legislativo. “Convocamos os Analistas-Tributários de todo o país para participar das atividades programadas pelo Fonasefe, do qual o Sindireceita participa. O engajamento de todos os Analistas-Tributários em seus locais de trabalho, nas assembleias e nos locais determinados pelo Fórum é fundamental”, conclamou.

Durante a semana, as Delegacias Sindicais, orientadas pela DEN, também confeccionaram outdoors em suas respectivas cidades como parte da campanha de mídia para combater a reforma da Previdência. Além disso, as representações sindicais atuaram na verificação da situação dos deputados federais, especificamente dos indecisos, nas bases eleitorais dentro da respectiva área de cada DS, cobrando uma definição da posição de cada parlamentar em relação à reforma da previdência.

Outdoor colocado em Tupã/SP

Busdoor colocado em Recife

Outdoor colocado em Marília/SP

Outdoor colocado em Manaus

Outdoor colocado em Brasília

 

Para o diretor Odair Ambrósio, a Reforma da Previdência apresentada pelo governo é equivocada, pois ignora totalmente a Constituição Federal, o diálogo com os trabalhadores e o volume de sonegação de débitos previdenciários. “O governo precisa dialogar com os trabalhadores, combater a corrupção, a sonegação, a inadimplência dos grandes empresários que devem muito para a Previdência. Não há necessidade de reforma, pois todas as distorções já foram corrigidas ao longo dos últimos anos”, destacou.

O diretor de Comunicação do Sindireceita disse ainda sobre a necessidade urgente de engajamento de todos os Analistas-Tributários nessa luta, em suas bases, em seus estados e cidades. “Essa batalha não é travada apenas em Brasília, é necessário conversarmos também com os parlamentares nas bases. Inclusive nós temos orientado aos colegas que coloquem outdoors em seus municípios com o mote “quem votar sim, não volta”, pois precisamos dizer aos deputados que pretendem votar sim à PEC 287que eles não terão os votos dos trabalhadores”, garantiu.

Para o diretor Ricardo Ramos, os servidores têm ciência do risco da aprovação da reforma e devem ampliar todas as manifestações conta a PEC 287. “Não podemos deixar arrefecer essa mobilização conjunta das entidades. Numa democracia, toda e qualquer reforma precisa ser debatida com a sociedade e isso não foi feito. Não vamos aceitar que essa reforma seja empurrada goela abaixo. No nosso entendimento a reforma tributária é emergencial e não a reforma da previdência”, explicou.

Para o delegado sindical do Sindireceita em Belém/PA, Augusto da Costa Coroa, o Brasil está vivendo um momento de perda de direitos, de retrocessos e de precarização do setor público e privado. Coroa reforçou ainda a necessidade de luta para a manutenção dos direitos de todos. “Eu conclamo todos os Analistas-Tributários a participarem desta luta conosco em suas bases, pressionar os deputados, ocupar os aeroportos de suas cidades e a participarem de todas as mobilizações que serão realizadas”, frisou.