Durante operação realizada pela equipe do Grupo Regional de Vigilância e Repressão – GRVR, com atuação de Analistas-Tributários, foram retidas 6 mil unidades de fontes para aparelhos de internet por rádio. As mercadorias, desprovidas de documentos que comprovem sua regular importação, foram avaliadas em R$ 240 mil.

A carga, destinada à cidade de Goiânia/GO, foi interceptada em transportadora após trabalho de gerenciamento de risco realizado com monitoramento de empresas suspeitas de comercializar produtos importados de forma irregular, sem o devido pagamento de impostos.  A mercadoria estava acompanhada por nota fiscal de empresa “noteira”, como são conhecidas as empresas especialistas em emitir notas fiscais de venda sem possuírem as respectivas entradas de mercadorias.

A Receita Federal do Brasil, por meio de suas equipes de repressão, protege a economia nacional e a sociedade brasileira. (Com informações da Receita Federal do Brasil).

ATRFB em ação

Como atividade essencial à proteção da sociedade e do Estado, os Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil que atuam na Aduana mantêm a rotina de trabalho nos postos de fronteira terrestre, aeroportos e portos de todo o país.

Inclusive, os Analistas-Tributários reforçaram sua atuação para contribuir com a sociedade nesse momento, reafirmando o objetivo de garantir controle aduaneiro nas atividades de importação e exportação e, principalmente, assegurar a realização das atividades de fiscalização, vigilância e repressão, mesmo durante a pandemia de coronavírus.

Os Analistas-Tributários estão na linha de frente atuando na facilitação do comércio exterior, mas agindo também para garantir o combate ao contrabando, descaminho e tráfico internacional de drogas por todo o país.

#sindireceita #analistatributário #receitafederal #Aduana #Apreensão #Fronteira