Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil atuaram nesta quarta-feira (4) na apreensão de cerca de 20 kg de maconha durante a deslacração de um ônibus retido. A apreensão do veículo, com placas de Goiás, ocorreu em uma operação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal e o Batalhão de Polícia da Fronteira (BPFron), em Santa Terezinha de Itaipu/PR. As equipes também encontraram mercadorias e cigarros contrabandeados que somam o valor aproximado de R$ 172 mil.

No sábado (29), os Analistas-Tributários atuaram na apreensão de 103 quilos de cocaína no Porto de Paranaguá, litoral do Paraná. A droga estava escondida em malas no interior de um contêiner carregado com açúcar ensacado e teria como destino final o Porto de Roterdã, na Holanda. Na quinta-feira (5), os servidores da RFB atuaram em mais uma apreensão de 222,5 quilos de cocaína no mesmo porto. Esta é a quinta apreensão de cocaína no Porto de Paranaguá só neste ano.

Na última sexta-feira (28), Analistas-Tributários atuaram em operação no Centro de distribuição de remessas postais em Céu Azul/PR que resultou na retenção de 82 volumes irregulares no valor estimado de R$ 100 mil. Dentre as mercadorias, havia celulares, vestuário, suplementos alimentares, decodificadores de sinal e outros eletrônicos. Destaque para um dos volumes que continha cerca de 5,5 quilos de cabelo humano.

Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (RFB) atuaram na retenção de 70 celulares iPhone nesta segunda-feira (2), no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro. Os aparelhos foram avaliados em US$ 70 mil e estavam em posse de um passageiro brasileiro de 38 anos, que havia desembarcado de um voo procedente de Miami (EUA) e tinha como destino final a cidade de Salvador/BA.

Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil também atuaram na retenção de 99 besouros vivos na madrugada do último sábado (29), no Aeroporto Internacional de Guarulhos. Os insetos estavam escondidos em embalagens plásticas com orifícios dentro da bagagem de um passageiro japonês, que tentava embarcar em voo para Bangkok, na Tailândia. O homem foi posteriormente liberado e responderá por crime ambiental.