Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (RFB) atuaram na apreensão de 4,396 quilos de skunk no último sábado, dia 8, durante operação contra o tráfico de drogas Uruguai-Brasil, na aduana brasileira em Chuí/RS. Além da RFB, também participaram da ação a Polícia Federal (PF) e o Exército Brasileiro. A grama da substância atinge o valor de R$ 70 no mercado consumidor no centro do país e foi avaliada em R$ 220 mil.

Após trabalho de inteligência da Receita Federal, foi abordado um veículo Renault Logan, com placas do estado de São Paulo, que regressava do Uruguai. O veículo transportava com 4,396 quilos de skunk distribuídos em 33 pacotes.

O entorpecente estava oculto no interior da lataria do carro e foi encontrado após os agentes terem desmontado o veículo em busca das drogas. Os três ocupantes do carro foram presos em fragrante por tráfico internacional de drogas.

ATRFB em ação

Como atividade essencial à proteção da sociedade e do Estado, os Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil que atuam na Aduana mantêm a rotina de trabalho nos postos de fronteira terrestre, aeroportos e portos de todo o país.

Inclusive, os Analistas-Tributários reforçaram sua atuação para contribuir com a sociedade nesse momento, reafirmando o objetivo de garantir controle aduaneiro nas atividades de importação e exportação e, principalmente, assegurar a realização das atividades de fiscalização, vigilância e repressão, mesmo durante a pandemia de coronavírus.

Os Analistas-Tributários estão na linha de frente atuando na facilitação do comércio exterior, mas agindo também para garantir o combate ao contrabando, descaminho e tráfico internacional de drogas por todo o país. Nosso objetivo é facilitar e manter a segurança do fluxo do comércio internacional por nossas fronteiras.

#sindireceita #analistatributário #receitafederal #aduana #apreensão #fronteira