“O Governo Federal tem adotado uma política de facilitar a vida do sonegador e dificultar a vida do cobrador de tributos que é a Receita Federal”, afirma o titular da Delegacia Sindical Belém do Sindireceita, Augusto da Costa Coroa, a respeito dos motivos da greve de 24 horas que aproximadamente sete mil analistas-tributários da Receita Federal do Brasil fazem nesta quarta-feira, 25, em todo o país, em protesto contra o governo federal.

Augusto Coroa, delegado do Sindireceita, em frente à Delegacia da Receita em São Brás.

Os Analistas-Tributários da Receita, no Pará, estão concentrados na Delegacia da Receita Federal em Belém, na Avenida Governador José Malcher, nº 2803, em São Brás, desde as 8h desta quarta-feira (25). Um café da manhã foi oferecido aos manifestantes. A maioria do 192 Analistas-Tributários em todo o estado aderiu à paralisação da categoria.

Um café da manhã foi oferecido aos grevistas.

“O tratamento que o governo dá aos servidores que cuidam da cobrança dos tributos é desrespeitoso”, diz Augusto Coroa. Segundo ele, a paralisação de 24 horas é para que se cumpra o acordo e “se evite que os servidores da Receita fiquem mais desmotivados ainda porque já estão bem desmotivados, há muito tempo sem reajuste salarial”.

Raimundo Sena

Jornalista DRT/PA 1277