Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (RFB) em Brasília/DF estiveram reunidos em Assembleia Geral Nacional Unificada (AGNU) nesta quinta-feira, dia 3. Os servidores do cargo debateram e deliberaram sobre o acirramento da greve da categoria; sobre a manutenção do Regime Permanente de AGNU; trataram da Portaria Conjunta MF/MTB/MPOG nº 75 e Portaria RFB nº 6.451/2017, que impõe regime de plantão de 12/36 horas; a demora do pagamento de adicionais noturno/insalubridade/periculosidade, entre outros temas de interesse da categoria.

Os Analistas-Tributários têm ampliado o movimento paredista semanalmente, devido ao descumprimento, por parte do governo federal, do acordo salarial da categoria, assinado há mais de dois anos. Os ATRFB exigem a regulamentação, via decreto do Poder Executivo, do Bônus de Eficiência e Produtividade da Carreira Tributária e Aduaneira, aprovado na Lei nº 13.464/2017.

Clique aqui para saber mais.