Mais uma semana de greve dos Analistas-Tributários da Receita Federal em todo o Brasil. Votamos e aprovamos duas semanas de greve para que o governo cumpra sua parte no acordo assinado há mais de dois anos e regulamente o Bônus de Eficiência e Produtividade, entre outras demandas. A semana passada foi marcada por intensas mobilizações e greves em todo o Brasil e seguiremos firmes com nosso protesto esta semana.

Terça, quarta e quinta-feira desta semana, de 24 a 26 de abril, vamos cruzar nossos braços novamente em protesto, pois este é o caminho que nos resta. Já esgotamos todos os canais de negociação e o governo está renitente no descumprimento do acordo. A decisão de ampliação do movimento foi tomada durante a Assembleia Geral Nacional Unificada realizada pela categoria de 10 a 12 de abril de 2018.

Temos o amparo legal para a realização da greve. O Sindireceita ajuizou ação judicial no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para evitar o corte de ponto em razão do movimento. Confira aqui os detalhes sobre a liminar. A diretoria do Sindicato reforça que a unidade é necessária e importante nesse momento, assim como a participação de cada Analista-Tributário é fundamental até que seja concretizado o acordo salarial da categoria e regulamentado o Bônus de Eficiência e Produtividade.

A greve também é contra as ações que podem inviabilizar o funcionamento da Receita Federal do Brasil (RFB), como falta de definição em relação às progressões/promoções dos Analistas-Tributários; contra a Portaria nº 310/2018, que determina a mudança no regime de plantão dos ATRFBs, e contra a morosidade do pagamento de adicionais noturno/insalubridade/periculosidade. Essas conquistas só se darão com a luta conjunta de todos.

 

 

Diretoria Executiva Nacional (DEN)

Sindireceita