O O lixo será devolvido ao país de origem

Servidores da Receita Federal no Porto de Itajaí, em Santa Catarina, impediram a entrada no Brasil de 40 toneladas de lixo que estavam distribuídas em dois contêineres e eram procedentes do Canadá. A identificação do produto foi feita por Analistas-Tributários da Receita Federal no momento da verificação física da carga na última sexta-feira (2). A declaração de importação da mercadoria afirmava que os contêineres continham polietileno (plástico comum).

Após a identificação da Receita Federal de que o material se tratava de lixo doméstico, agentes do Ibama e da Anvisa analisaram a carga e verificaram que o lixo já se encontrava em decomposição e não poderia ser reciclado. A Receita Federal informou que o material será devolvido ao país de origem e as penalidades cabíveis serão aplicadas à empresa importadora.

Em setembro do ano passado, Analistas-Tributários também encontraram 60 toneladas de lixo no Porto de Itajaí. A carga era da Espanha e estava em 6 contêineres. O material, que havia sido importado por uma empresa de Farroupilha (RS), foi devolvido ao país de origem.