Analistas-Tributários da Receita Federal participaram no dia 29/07 da apreensão de 1,173 tonelada de maconha e 740 gramas de skank escondidas entre grãos de milho em São Lourenço do Oeste/SC. A carga está avaliada em cerca de 3 milhões de reais. A apreensão é fruto de um trabalho conjunto da Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Receita Federal.  A parceria entre a Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Receita Federal já resultou na apreensão de 21 toneladas de maconha de janeiro de 2016 a julho de 2017.

A abordagem, que ocorreu na divisa dos estados do Paraná e Santa Catarina, foi feita em dois caminhões vindos do Mato Grosso do Sul, sendo um carregado de mais de uma tonelada de maconha e o outro caminhão fazia o papel de batedor. Três homens foram presos em flagrante e encaminhados para DIC FRON de São Lourenço do Oeste.   A carga de maconha, que estava escondida entre grãos de milho, era de Ponta Porã/MS e o destino era Florianópolis/SC.  A DENARC dará continuidade nas investigações a fim de identificar outros envolvidos no tráfico.

Resultado de alterações genéticas, o skank é uma droga produzida em laboratório feita através de cruzamentos de vários tipos de maconha. A droga também é chamada de “super maconha” por potencializar os efeitos da maconha.