Analistas-Tributários da Receita Federal participaram da apreensão de drogas, de mercadorias e de produtos falsificados nas últimas semanas. As apreensões ocorreram de 26 de julho a 6 de agosto, no Aeroporto Internacional do Galeão/RJ, em Humaitá/AM, no Porto de Itajaí/SC e na Alfândega do Aeroporto Internacional de Guarulhos/SP.

No início deste mês, Analistas-Tributários participaram da apreensão de 24 toneladas de mercadorias com falsa declaração de conteúdo no Terminal do Porto de Navegantes/SC.  A Receita Federal está ultimando a quantificação dos bens e a apuração do valor total dos mesmos, mas o valor preliminar é cerca de US$ 4 milhões.

Entre os dias 26 e 28 de julho, os Analistas-Tributários participaram da apreensão de três remessas postais totalizando 1,769 quilo de haxixe na Seção de Remessas Postais Internacionais da Alfândega da RFB (Sarpi), no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão. A droga procedente da Espanha e Estados Unidos estava oculta em velas e em um objeto de madeira e era destinada ao Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo.

No final do mês de julho, dias 28 e 29, os Analistas-Tributários participaram de apreensão de diversas mercadorias (rifles de airsoft, máquinas de contar dinheiro, filtros de ar/óleo para máquinas agrícolas, batatas industrializadas importadas e cigarros contrabandeados) na cidade de Humaitá/AM. A apreensão ocorreu às margens do Rio Madeira, onde foram fiscalizadas diversas embarcações que transportavam cargas e pessoas.

Entre os dias 6 a 29 de julho, os Analistas-Tributários participaram de uma série de apreensões de drogas em remessas na Alfândega do Aeroporto Internacional de Guarulhos/SP. Nas remessas selecionadas para inspeção, foram encontradas ecstasy, haxixe, maconha e metanfetamina. As drogas foram enviadas para a Polícia Federal do aeroporto de Guarulhos. (Com informações da Assessoria da Receita Federal do Brasil)