Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil participaram nesta segunda-feira, dia 11, em conjunto com a Polícia Federal, da retenção de mercadorias no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, no Paraná.

 Durante verificação de rotina, através do escâner de fiscalização da Receita Federal, o equipamento acusou por imagens grande quantidade de mercadorias em duas bagagens. Os servidores abordaram o passageiro e abriram as malas para fiscalizar o conteúdo. Dentro das bagagens havia várias mercadorias sem comprovação de importação regular.

O viajante é de Belo Horizonte/MG, porém fazia o trecho de Foz do Iguaçu/PR a Curitiba/PR, com destino final em Guarulhos/SP. Ele confessou que foi até Foz do Iguaçu/PR apenas para adquirir as mercadorias.

Os bens foram apreendidos e encaminhados à Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu/PR. Estima-se que o valor dos produtos some aproximadamente R$ 20 mil. O passageiro foi liberado.

A Receita Federal disponibiliza um telefone de contato para denúncias, de forma anônima, por meio do número (45) 9 9152-2036.

Essa iniciativa está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), instituído pelo Decreto 8.903/2016, e tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalizações atuantes nas fronteiras, e como foco, o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, armas e medicamentos, entre outros. (Com informações da Assessoria de Comunicação da Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu/PR)