Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (RFB) participaram da apreensão de grande quantidade de cigarros contrabandeados no último sábado (21). A apreensão ocorreu durante fiscalizações de rotina no âmbito da Operação Muralha ao lado da praça de pedágio em São Miguel do Iguaçu/PR, em ação conjunta com policiais do BPFron e militares do exército.

Por volta das 16h, uma equipe com servidores da RFB e com policiais do BPFron, em trânsito pela BR 277, visualizou em um posto de combustíveis, próximo a São Miguel do Iguaçu/PR, dois veículos suspeitos que, ao avistarem a viatura, empreenderam fuga pelo acostamento ziguezagueando entre os carros e adentrando em uma rua na entrada da cidade. O acompanhamento tático foi realizado por aproximadamente 2km, quando então um dos veículos, um Renault/Duster com placas de Curitiba/PR, colidiu frontalmente com um coqueiro, o condutor se evadiu a pé e, apesar da busca minuciosa feita pelos servidores e policiais em uma mata para a qual se dirigiu o fugitivo, não foi possível localizá-lo.

Em verificação superficial da numeração de identificação veicular de um dos vidros, foi constatado que divergia do que estava no RENAVAM, ou seja, o veículo era fruto de roubo, situação confirmada depois pelos policiais. Em revista veicular foi encontrado um rádio transmissor, bem como aproximadamente 35 caixas de cigarros, totalizando 35 mil maços.

Um fato inusitado que ocorreu no mesmo dia, por volta das 18h20, foi a apreensão de um veículo Gol que seguia sentido Cascavel/PR. O condutor foi visto, por um dos servidores da Receita Federal, realizando um retorno a 1km da barreira. O servidor seguiu o veículo até ele entrar em uma chácara e solicitou apoio de outra equipe. Após verificação na propriedade, foi encontrada, dentro do automóvel identificado pela equipe, uma grande quantidade de vídeo games. Também foram encontrados, escondidos entre alguns arbustos, três volumes com o mesmo conteúdo.

O proprietário da chácara acabou confessando que possuía uma trilha oculta a qual era utilizada para o transporte de mercadorias que eram entregues após o pedágio; além disto, cobrava R$ 50 por volume transportado por este caminho. O carro com as mercadorias foi lacrado e encaminhado para a barreira próximo ao pedágio de São Miguel do Iguaçu/PR para as providências legais.

A Operação Muralha, que envolve servidores da Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil do Paraná, Polícia Militar do Paraná – BPFRON, Marinha e Exército brasileiros, teve início no dia 3 de maio, sem prazo de encerramento.

Essa iniciativa está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), instituído pelo Decreto nº 8.903/2016, tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalizações atuantes nas fronteiras, e como foco, o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, armas e medicamentos, entre outros. Participam da Operação a Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar do Paraná – BPFRON, Força Nacional de Segurança – FNSP e Foztrans – Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu.