Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (RFB) participaram da apreensão de cigarros e drogas em fundo falso na noite desde sábado (2). Em ação conjunta com Policiais do BPFron, da Polícia Federal e servidores da Receita, juntamente com o apoio do helicóptero da PF, notaram a movimentação estranha de um comboio de veículos próximo à barranca do rio Iguaçu.  Ao se aproximarem para averiguar a situação, conseguiram realizar abordagem somente em um deles, um Kadett com placas de Maringá/PR.

Durante a inspeção do veículo foram encontradas 7 caixas de cigarro, totalizando 3500 carteiras de cigarro. O motorista foi preso em flagrante e encaminhado para a Delegacia da Polícia Federal de Foz do Iguaçu/PR.

No domingo (3), por volta das 6h, na região de Cascavel/PR, em abordagem de rotina no posto da Polícia Rodoviária Federal, equipes da Receita Federal de Cascavel e Foz do Iguaçu, com apoio da PRF de Lindoeste, apreenderam um veículo Santa Fé com placas de Cascavel/PR, conduzido por um homem de 34 anos, natural de São Leopoldo/RS. Ao iniciar inspeção veicular, os servidores suspeitaram do assoalho do veículo, abrindo-o com a ajuda de uma serra maquita. Em seguida, foram localizados 51 tabletes de crack, em fundo falso, sob o assoalho do porta-malas, cujo acesso se dava por de trás da roda traseira esquerda. Segundo o condutor, a droga saiu de Medianeira/PR e seria levada para Chapecó/SC. A droga e o infrator foram conduzidos à Delegacia da Polícia Civil de Cascavel/PR para os procedimentos legais cabíveis.

Já nesta segunda-feira, às 16h50, em abordagem realizada na Aduana da Ponte Internacional da Amizade, em Foz do Iguaçu/PR, no âmbito da Operação Fronteira Integrada, em ação conjunta, os servidores da Receita Federal, policiais do BPFron e da Força Nacional aprenderam substância análoga à maconha com um pedestre que seguia com destino a Foz do Iguaçu. Após a abordagem, foi pedido ao homem que retirasse a mochila das costas para que fosse feita a fiscalização. Ao retirar a mochila e colocá-la no chão, o homem evadiu-se imediatamente sentido ao Paraguai sem que os servidores pudessem contê-lo. A droga pesou 7,3 quilos e encaminhada para a Delegacia da Polícia Federal de Foz do Iguaçu.