Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (RFB) participaram da apreensão de maconha em ônibus de linha e a um táxi nesta terça-feira (17). A apreensão ocorreu durante fiscalizações de rotina no âmbito da Operação Muralha ao lado da praça de pedágio em São Miguel do Iguaçu/PR, em ação conjunta com policiais do BPFron.

Os servidores e policiais do turno estavam parando diversos carros e ônibus de linha para fiscalização e, por volta das 18h, um ônibus de linha Foz do Iguaçu/PR – São Paulo/SP foi abordado. Com o auxílio do cão de faro, foi encontrado 700 gramas de maconha dentro de uma pequena mala de roupas levada por um senhor de aproximadamente 70 anos. Ele confessou que levaria a droga até São Paulo, mas não quis informar mais detalhes.

Mais tarde, por volta das 20h, um táxi foi abordado. Além do condutor, o veículo estava ocupado por mais três pessoas, um homem, brasileiro, de 24 anos, e duas mulheres, uma brasileira e uma paraguaia, ambas com 18 anos de idade. Na verificação do veículo, foram encontradas, no bagageiro, três malas recheadas de maconha, totalizando 20 quilos da droga. A paraguaia confessou que receberia R$ 9 mil para transportá-la até Medianeira/PR e que os outros dois passageiros não tinham conhecimento da droga e receberiam R$ 100 para passar a mala como cota.

Em ambas apreensões, os envolvidos e a droga foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil de em São Miguel do Iguaçu/PR para os procedimentos legais.

A Operação Muralha, que envolve servidores da Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Exército, Marinha, Polícia Militar do Paraná, Polícia Civil e Departamento de Inteligência do Paraná, teve início no dia 3 de maio por período indeterminado.

Essa iniciativa está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), instituído pelo Decreto nº 8.903/2016, tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalizações atuantes nas fronteiras, e como foco, o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, armas e medicamentos, entre outros. Participam da Operação a Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil do Paraná, Polícia Militar do Paraná – BPFRON, Marinha e Exercito brasileiros.