Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (RFB) participaram da apreensão de grande quantidade de cigarros contrabandeados na madrugada desta terça-feira (24). A apreensão ocorreu durante fiscalizações de rotina no âmbito da Operação Muralha ao lado da praça de pedágio em São Miguel do Iguaçu/PR, em ação conjunta com policiais do BPFron e militares do exército.

Por volta das 0h30, servidores abordaram uma carreta com placas paraguaias. Ao ser questionado sobre o transporte que realizava, o condutor apresentou documentação aparentemente lícita, relativa a uma carga de milho, utilizada com o intuito de ludibriar a fiscalização. Este subterfúgio não prosperou, pois, com a realização da conferência física da carga, foram encontradas cerca de 600 caixas de cigarro observadas assim que a tampa da carroceria foi aberta, totalizando 300 mil maços. O motorista, um homem de nacionalidade brasileira, apresentou documentação paraguaia e confessou que o ilícito havia sido carregado em Foz do Iguaçu/PR e que seu destino seria Toledo/PR. A carga foi avaliada em R$ 1,5 milhão de reais.

O condutor foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Federal em Foz do Iguaçu/PR para os procedimentos legais cabíveis.

A Operação Muralha, que envolve servidores da Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil do Paraná, Polícia Militar do Paraná – BPFRON, Marinha e Exército brasileiros, teve início no dia 3 de maio, sem prazo de encerramento.

Essa iniciativa está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), instituído pelo Decreto nº 8.903/2016, tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalizações atuantes nas fronteiras, e como foco, o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, armas e medicamentos, entre outros. Participam da Operação a Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar do Paraná – BPFRON, Força Nacional de Segurança – FNSP e Foztrans – Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu.