Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (RFB) participaram da apreensão de um veículo com drogas ocultas e outro com smartphones na última sexta-feira (6). A apreensão ocorreu durante fiscalizações de rotina no âmbito da Operação Muralha ao lado da praça de pedágio em São Miguel do Iguaçu/PR em ação conjunta com policiais do BPFron.

Por volta das 8h, servidores realizaram abordagem a um Santana com placas de Santa Terezinha de Itaipu/PR, que trafegava em uma estrada vicinal na região. Ao realizar uma inspeção minuciosa no veículo, verificou-se que havia algo estranho no tanque de combustível e, ao abri-lo, foram encontrados 20 quilos de maconha. O condutor, um homem de aproximadamente 35 anos, residente de Missal/PR, confessou que levaria o carro até Cascavel/PR e receberia R$ 1.000 pelo transporte. Ele, a droga e o veículo foram conduzidos à Delegacia da Polícia Civil de São Miguel do Iguaçu/PR.

Ainda no mesmo dia, servidores da Receita Federal abordaram um veículo onde estava um casal de estudantes que, com sinais de nervosismo, alegou ter chegado a Foz do Iguaçu/PR dois dias atrás apenas para passear, e que voltavam para a sua cidade, Ponta Grossa/PR. Dentro do veículo, no banco traseiro, havia uma mochila que continha vários acessórios para smartphones. Questionado sobre suas compras, o condutor relatou que adquiriu apenas um dos aparelhos e que os acessórios eram falsos. Porém, durante revista corporal na dupla, foram encontrados ao todo 11 iPhones, nos bolsos e bolsas pessoais. Os aparelhos foram encaminhados para a Delegacia da Receita Federal para a contagem e valoração, totalizando R$ 25 mil.

A Operação Muralha, desenvolvida na região de Foz do Iguaçu, iniciou sua segunda fase no ano em 03/10/17. As ações estão sendo desenvolvidas na barreira fixa montada próxima ao pedágio de São Miguel do Iguaçu/PR, com revezamento de equipes nas 24h do dia, e nas estradas vicinais, lago do reservatório de Itaipu e Rio Paraná através de incursões das equipes volantes de prontidão.

Essa iniciativa está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), instituído pelo Decreto nº 8.903/2016, tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalizações atuantes nas fronteiras, e como foco, o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, armas e medicamentos, entre outros. Participam da Operação a Receita Federal, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil do Paraná, Polícia Militar do Paraná – BPFRON, Marinha e Exercito brasileiros.