Analistas-Tributários participaram nesta quarta-feira (24), de ação conjunta entre a Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho da Receita Federal em Foz do Iguaçu e policiais da Polícia Rodoviária Federal que resultou na retenção de duas vans, três ônibus e um carro carregados com mercadorias.

A ação foi realizada na BR-277 e no Posto Fiscal Bom Jesus, em Medianeira, dando continuidade ao combate à prática de formação de comboios na região de Foz do Iguaçu/PR. Durante a ação, um ônibus e duas vans foram abordados. Ao verificar o bagageiro, foi encontrada grande quantidade de volumes de mercadorias oriundas do Paraguai. Os veículos foram retidos.

Na sequência, um ônibus tentou burlar a fiscalização escondendo-se atrás de um posto de combustível. Quando os servidores chegaram no local os passageiros descarregavam as mercadorias e as escondiam em meio a vegetação próxima. No momento em que alguns dos viajantes perceberam a presença dos fiscais, danificaram o motor do ônibus a fim de dificultar ainda mais o curso da fiscalização. Um carro também tentou carregar as mercadorias do ônibus para outro local. O ônibus e o carro foram retidos e todas as mercadorias foram recuperadas.

Ônibus apreendido em Foz do Iguaçu

 

Mercadoria apreendida após passageiros escondê-las na vegetação próxima

 

Mais tarde, um ônibus com placas de Botumirim/MG foi abordado no Posto Fiscal Bom Jesus em Medianeira/PR. Por carregar grande quantidade de mercadorias descaminhadas o veículo também foi retido.

Todos veículos foram escoltados até a Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu e lacrados para posterior verificação por estarem carregados com mercadorias que evidenciavam destinação comercial, em sua maioria eletrônicos. Estima-se que o valor total das mercadorias ultrapasse R$ 720 mil.

A Receita Federal disponibiliza um telefone de contato para denúncias, de forma anônima, por meio do número (45) 9 9152-2036.

Essa iniciativa está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), instituído pelo Decreto nº 8.903/2016, tem como diretrizes a atuação integrada e coordenada dos órgãos de segurança e de fiscalizações atuantes nas fronteiras, e como foco, o fortalecimento da prevenção, do controle, da fiscalização e da repressão aos delitos transfronteiriços, como contrabando, descaminho, tráfico de drogas, armas e medicamentos, entre outros. (Com informações da Assessoria de Comunicação da Alfândega da Receita Federal do Brasil em Foz do Iguaçu/PR)