Analistas Tributários do Serviço de Vigilância Aduaneira (Sevig) da Alfândega da Receita Federal em Uruguaiana/RS, participaram da retenção de de cerca de 11 toneladas de calçados falsificados em três lojas comerciais no centro da cidade. A retenção acorreu entre os dias 19 e 20 de março.

            Os calçados seriam supostamente falsificados, foco da atuação da Polícia Civil, e também calçados de origem estrangeira possivelmente introduzidos no país sem o respectivo pagamento dos tributos aduaneiros, situação esta da competência da Receita Federal.

       O comércio de mercadorias estrangeiras irregularmente introduzidas no país representa uma concorrência desleal com empresas que agem dentro da lei, pagando os tributos incidentes na importação, além de prejudicar a indústria nacional, submetida aos tributos internos de nosso país, com consequências negativas na economia do país e na geração de empregos.

        Em relação aos calçados de origem estrangeira, foco do trabalho do Sevig, se não for comprovada a regularidade de sua importação, será aplicada a pena de perdimento de tais produtos, os quais poderão ser doados.