Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil participaram nesta quinta-feira, 08/03, da apreensão de 500 mil maços de cigarros, carga avaliada em R$ 2 milhões. Na mesma operação, três pessoas foram presas em flagrante por receptação e contrabando de cigarros. A ação foi desencadeada pelo serviço integrado de inteligência a partir de uma informação de que uma carga de cigarros contrabandeados iria entrar em Santa Catarina.

A apreensão ocorreu por volta das 8h no Km 33 da BR-101, em Joinville/SC, e é resultado da parceria entre as unidades da Receita Federal de Florianópolis, Cascavel e da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho da 9ª Região Fiscal. A operação contou também com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e com a participação da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic). A Receita Federal acredita que a carga seja originária da fronteira do Paraná com o Paraguai.

Na primeira abordagem, os servidores interpelaram o condutor da carreta com os cigarros contrabandeados, mas percebendo a utilização suspeita de um aparelho celular pelo motorista, desconfiaram que ele estava se comunicando com possíveis compradores da carga em Joinville. Os agentes aguardaram a chegada dos dois suspeitos de serem os receptadores da carga no local.

Os servidores comprovaram a troca de mensagens e ligações entre o motorista da carreta e os dois homens. Os três foram presos em flagrante e encaminhados à Polícia Federal. O motorista do caminhão tem 36 anos, os dois ocupantes do carro, 34 e 30 anos, conforme a Receita Federal. Um dos acusados é morador de Joinville e estava em liberdade há menos de um mês. Ele possui passagens pela polícia pelo mesmo crime.

Fotos: Receita Federal