Durante a reunião realizada hoje, em Brasília/DF, os diretores do Sindireceita discutiram alternativas para a construção de uma tabela com a adequação do percentual de reajuste

A Diretoria Executiva Nacional do Sindireceita (DEN), acatando a determinação da categoria expressa na Assembleia Geral Nacional Unificada (AGNU) do dia 28, que por 58% dos votos se posicionou contrária a proposta, recusou o reajuste salarial de 15,8% dividido em três parcelas nos anos de 2013, 2014 e 2015. Em reunião realizada na manhã de ontem, dia 30, a DEN comunicou ao secretário de Relações de Trabalho do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (SRT/MPOG) Sérgio Mendonça, a decisão dos Analistas-Tributários de não aceitar o índice apresentado pelo Executivo. Participaram da reunião, a presidenta do Sindireceita, Sílvia Helena Felismino, o diretor de Assuntos Parlamentares, Hélio Bernades, o presidente do CEDS/PR, Jorge Luiz Moreira, o diretor da DEN Sérgio de Castro e a Analista-Tributária Rosilene Fernandes.

Durante a reunião realizada em Brasília/DF, os diretores do Sindireceita discutiram alternativas para a construção de uma tabela com a adequação do percentual de reajuste, a possibilidade de supressão de classe e padrões, bem como a inclusão de outros pontos no acordo como o encaminhamento da proposta de Lei Orgânica do Fisco (LOF) e a abertura imediata do debate sobre atribuições. Como não houve acordo, a DEN informa a todos os Analistas-Tributários e Delegados Sindicais que não haverá necessidade de realização de Assembleia Extraordinária. 

Veja o relato completo da reunião realizada na SRT/MPOG nesta quinta-feira 

Veja na área restrita do site a planilha de votação da AGNU.