A apreensão de 1.466 quilos de cocaína na tarde da última terça-feira (6), no Porto de Itajaí/SC, escondida em uma carga de exportação de madeira, que teria como destino a Bélgica é um dos destaques da semana (05 a 09 de agosto) de trabalho dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil. Também destacamos a retenção de dois ônibus com placas do Rio Grande do Sul que transportavam mercadorias irregulares com valor estimado em R$ 392 mil. A retenção aconteceu no sábado (03) na BR-277, em Santa Terezinha de Itaipu/PR.

Os Analistas-Tributários da Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu também participaram da retenção de uma moto com eletrônicos em fundo falso na última sexta-feira (2), na Ponte Internacional da Amizade/PR. O veículo e os eletrônicos foram avaliados em R$ 15 mil. A retenção ocorreu durante fiscalização de rotina no âmbito da Operação Fronteira Integrada.

Ainda na Ponte Internacional da Amizade/PR, na segunda-feira (05), durante fiscalização de rotina, os Analistas-Tributários participaram da retenção de um táxi paraguaio com fundo falso que carregava notebooks, avaliados em R$ 36 mil reais.

No mesmo local, no sábado (03), os Analistas-Tributários fizeram a apreensão de 39,800 kg de maconha. A ação ocorreu na Aduana do Brasil, por volta das 11h, quando uma van com placas paraguaia foi abordada. Durante a inspeção, as equipes encontraram um fundo falso na lateral do veículo com aproximadamente 39,800 kg da droga. A droga, o veículo e o motorista foram encaminhados à Polícia Federal.

Também na Ponte Internacional da Amizade/PR, os Analistas-Tributários participaram na última sexta-feira (02) da apreensão de uma arma de fogo 9mm, dois carregadores de arma de fogo vazios e 50g de maconha. Os itens estavam em posse de uma viajante paraguaia de 56 anos. No mesmo local, os Analistas-Tributários atuaram na apreensão de 150 quilos de cocaína que estava escondida em fundo falso de um veículo paraguaio.  As apreensões ocorreram por volta das 17h, durante abordagens no âmbito da Operação Fronteira Integrada e foram realizadas em conjunto com a Força Nacional e BPFRON.