Os Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (RFB) apreenderam cerca de 1500kg de cocaína entre a última segunda-feira (13) e hoje, 17 de maio. Também atuaram na retenção de mercadorias ilegais como eletrônicos, camarões e celulares avaliados em mais 1 milhão nos Aeroportos e fronteiras brasileiros.

Na terça-feira (14), os Analistas-Tributários apreenderam 45kg de maconha na Ponte Internacional da Amizade, no Paraná. Ao iniciar a inspeção de um veículo que atravessava a Aduana sentido Brasil, a equipe de fiscalização encontrou 49 tabletes de maconha. A droga estava oculta em fundo falso nas portas e laterais do veículo. O homem foi preso em flagrante.

No Porto de Santos/SP, os Analistas-Tributários localizaram na segunda-feira (13), 325kg de cocaína escondidos em uma carga de exportação. A droga tinha como destino a Europa.

Na última sexta-feira (10), um homem de 24 anos foi detido ao tentar embarcar no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), com cápsulas de cocaína no estômago. Os Analistas-Tributários apreenderam 1kg de cocaína, avaliada em R$ 250 mil. O passageiro tinha como destino a França e confessou que teria ingerido 100 cápsulas com o entorpecente. O passageiro expeliu uma cápsula antes de ser encaminhado ao hospital para auxiliar na eliminação das outras 99 embalagens que havia ingerido. Ele foi detido por tráfico internacional de entorpecentes.

No sábado (11), os Analistas-Tributários apreenderam drogas no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus/AM. As drogas foram localizadas na mala de um passageiro que tentava embarcar para São Paulo. O homem foi preso como “mula” – quando uma pessoa transporta a droga – para chefes do tráfico. A Equipe K9 da Alfândega do Aeroporto Eduardo Gomes destacou a atuação do agente canino Odin.

Os Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil também atuaram na apreensão de 1.038 quilos de cocaína no Porto de Natal/RN, na tarde desta segunda-feira (13).  De acordo com a equipe que realizou a apreensão, a droga foi encontrada em um carregamento de mangas que seguiria para a Holanda. As investigações buscam identificar os donos da carga.

Retenção de mercadorias

Na terça-feira (14), durante fiscalização no âmbito da Operação Muralha, os Analistas-Tributários realizaram a retenção de sete veículos carregados com mercadorias descaminhadas (vestuário e pesca) na BR-463, em Dourado, no Mato Grosso do Sul. Em seguida, na rodovia MS-163, outros três veículos foram retidos pela equipe da Receita Federal. Dessa vez, foram encontrados diversos eletrônicos no porta-malas e nos bancos dos veículos.

Os veículos e as mercadorias – avaliadas em R$ 500 mil – foram encaminhados à Inspetoria da Receita Federal de Mundo Novo para os procedimentos legais. Os motoristas e passageiros foram liberados, porém serão enviadas representações fiscais para fins penais ao MP.

Ainda durante fiscalização da Operação Muralha, os Analistas-Tributários participaram nesta quarta-feira (15), da retenção de 121 smartphones descaminhados, ocultos dentro de galões de cloro em gel e amaciante de roupas na BR-277, no Paraná. As mercadorias estavam ocultas em galões de 20 litros de amaciantes e foram localizadas no bagageiro de um ônibus da linha Foz do Iguaçu/São Paulo, durante inspeção do mesmo na barreira da BR 277, próximo ao pedágio de São Miguel do Iguaçu.

 A Operação Muralha, desenvolvida na região de fronteira dos estados do Paraná e Mato Grosso do Sul com o Paraguai, iniciou sua primeira fase de 2019 no último dia 12 de maio. As ações acontecem nas barreiras fixas montadas em São Miguel do Iguaçu e em Guaíra/PR. Nas estradas vicinais, lago do reservatório de Itaipu, Rio Paraná e em toda a região de fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai, a Operação Muralha acontece por meio de incursões das equipes volantes de prontidão. Essa iniciativa está inserida no âmbito do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF).

Na quarta-feira (8), os Analistas-Tributários participaram de retenção de produtos ilegais durante operação realizada na Rodovia Jorge Bassil Dower (SP-421), em Iepê/SP. Foram abordados uma caminhonete, com placas da Califórnia (PR), e um carro, com placas de Assis. Quatro homens e uma mulher, envolvidos na ocorrência, responderão por contrabando e descaminho.

A equipe encontrou vários fardos contendo duas mil camisetas, sendo que apenas uma parte da mercadoria possuía documentação fiscal.  Também foram encontrados aparelhos eletrônicos, 100 produtos cosméticos e também seis pacotes de cigarros (60 maços). Todas as mercadorias eram oriundas do Paraguai e desprovidas de documentação fiscal.

Ainda no mesmo dia (8), Os Analistas-Tributários participaram da retenção de produtos eletrônicos em Concórdia, Santa Catarina. A ação faz parte da Operação Hefestos, que visa tirar de circulação mercadorias importadas irregularmente. Cinco locais foram visitados por agentes da Receita Federal.

Os Analistas-Tributários da Inspetoria da Receita Federal do Brasil em Chuí/RS participaram da retenção de 600kg de camarões uruguaios na terça-feira (7), em Santa Vitória do Palmar, no Rio Grande do Sul. A carga estava em um veículo Toyota Hilux com placas de Rio Grande/RS, sendo transportada sem condições sanitárias de consumo. O motorista admitiu que levava a carga do Uruguai pela beira da praia, burlando o controle aduaneiro realizado na sede da unidade. A abordagem ocorreu na BR-471.

 Na última sexta-feira (10), os Analistas-Tributários que atuam no Grupo Regional de Vigilância e Repressão (GRVR) em Goiânia realizaram operação de fiscalização em quatro estabelecimentos comerciais em áreas nobres da capital. Nos locais, foram encontrados produtos estrangeiros de alto valor, como smartphones da marca apple, relógios, câmeras, dentre outras mercadorias. Estima-se que o valor das mercadorias retidas some R$ 200 mil.