Apreensão de mais de meia tonelada de cocaína, apreensão de 1,7 mil comprimidos de ecstasy, 500g de haxixe e 300g de maconha; retenção de diversos tipos de joias – correntes, pulseiras, pingentes, anéis e brincos e retenção de três toneladas de produtos falsificados foram alguns dos destaques da semana de trabalho dos Analistas-Tributários da Receita Federal. Os dados compreendem o período de 07 a 13 de junho.

No dia 12, Analistas-Tributários da Receita Federal atuaram na apreensão de 506 kg de cocaína no Porto de Santos. A ação ocorreu em colaboração com cão de faro da Receita Federal (equipe k-9). A droga estava escondida dentro de dez pallets em uma carga de pedras de revestimento de piso – mármore e granito – com destino ao porto de Antuérpia, na Bélgica.

Analistas-Tributários da Receita Federal atuaram na retenção de três toneladas de produtos falsificados no Porto de Suape, em Recife, ao longo deste começo de junho. As mercadorias vindas da China foram avaliadas em R$ 200 mil e estavam em três contêineres, que pertencem a três importadores diferentes. Ao todo, foram apreendidas 8.750 mochilas, 720 unidades de pistolas de brinquedos e 135 rolos de tecidos com estampas de personagens de desenhos animados. A carga iria abastecer mercados populares de cidades do Nordeste. As mercadorias ilícitas estavam entre cargas regulares e foram identificadas por meio do uso de scanners e da avaliação de documentos. Os produtos foram retidos e a Receita Federal entrou em contato com as empresas detentoras das marcas utilizadas para atestar a falsificação. Na avaliação dos agentes da Receita Federal, os brinquedos não foram fabricados a partir dos parâmetros estabelecidos por lei. Diante da insegurança oferecida aos consumidores, os materiais apreendidos devem ser destruídos e, caso seja possível, o plástico segue para reciclagem.

No Aeroporto de Viracopos, os Analistas-Tributários da Alfândega da Receita Federal participaram da apreensão de 1,7 mil comprimidos de ecstasy em remessas dos Correios em Indaiatuba/SP. Além disso, 500g de haxixe e 300g de maconha foram apreendidos no local. Segundo a Receita Federal, cerca de 60% da droga era oriunda de São Paulo. O restante tinha origem em Recife. Um dos agentes caninos da Receita Federal (equipe k-9) colaborou na apreensão das drogas. A apreensão foi valorada em cerca de R$ 95 mil e foram encaminhadas para a Polícia Civil.

No sábado, dia 8, Analistas-Tributários da equipe de fiscalização de bagagem acompanhada da Alfândega de Guarulhos atuaram na retenção de diversos tipos de joias – correntes, pulseiras, pingentes, anéis e brincos. Os itens estavam ocultos junto ao corpo de um passageiro procedente da América Central. A estimativa do valor da retenção das joias é de US$ 118 mil.