Apreensão de mais de 1,2 tonelada de cocaína em contêiner no Porto de Itajaí/SC e retenção de R$ 150 mil em mercadorias irregulares em São Miguel do Iguaçu/PR estão entre os destaques da semana de trabalho dos Analistas-Tributários da Receita Federal, entre os dias 28 de junho a 05 de julho.

No dia 04 de julho, os Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil atuaram na apreensão de mais de 1,2 tonelada de cocaína no Porto de Itajaí/SC. A droga foi localizada em uma carga de madeira dentro de um contêiner. De acordo com a assessoria da Receita Federal, a apreensão está entre as maiores já ocorridas no complexo do Porto de Itajaí.  A carga é proveniente de Canela/RS e tinha como destino a Bélgica e seria embarcada na quarta-feira, dia 3. A cocaína foi localizada por meio das imagens de um escâner durante uma fiscalização de rotina. Por nota, o Porto de Itajaí informou que o caminhão com o contêiner passou por um portão no terminal na noite de 28 de junho. A passagem foi feita pelo escâner e os profissionais do sistema de segurança perceberam imagens suspeitas e enviaram dados e fotos para a Receita Federal. A Polícia Federal e a Receita Federal devem investigar se os importadores e exportadores têm relação com a cocaína, já que a droga pode ter sido colocada na embarcação e na carga sem que as empresas envolvidas soubessem.

Na noite do dia 03/07, durante a Operação Muralha, os Analistas-Tributários da Receita Federal participaram da apreensão de R$ 150 mil em mercadorias em São Miguel do Iguaçu/PR. A ação ocorreu por volta das 19h, quando uma equipe da Receita Federal avistou um veículo suspeito desviando o bloqueio de fiscalização. Imediatamente, a equipe iniciou acompanhamento tático com sinalização luminosa e sonora e nas proximidades da praça do pedágio de São Miguel do Iguaçu apreendeu um veículo carregado com grande quantidade de eletrônicos sem comprovação fiscal.

No veículo estavam o condutor e um passageiro moradores de Santa Terezinha de Itaipu. O motorista informou que levaria a carga até São Miguel do Iguaçu. Estima-se que as mercadorias alcancem R$ 150 mil. O veículo e as mercadorias foram encaminhados à Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu.

 

Na sexta-feira, dia 28, no âmbito da Operação Muralha, os Analistas-Tributários da Receita Federal atuaram na retenção de um veículo com mercadorias descaminhadas em Foz do Iguaçu/PR. Cerca de mil peças de memórias para computador estavam no bagageiro do carro. A motorista, uma estudante de Direito, de 22 anos, afirmou que trabalhava com as mercadorias. A motorista foi liberada, porém será enviada uma representação fiscal para fins penais ao Ministério Público para apuração dos ilícitos. O veículo e as mercadorias foram enviados à Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu/PR. Estima-se que o valor da retenção some mais de R$ 80 mil.

 

Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil atuaram, durante abordagem de rotina, na retenção de mercadorias em fundo falso em um ônibus que fazia linha Foz do Iguaçu – Florianópolis nesta terça-feira, dia 2. Cerca de US$ 20 mil dólares em mercadorias foram retidos. Perfumes, smartphones e relógios estão entre os produtos retidos. Ninguém foi preso. O ônibus foi retido e encaminhado para a Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu/PR