Entre os destaques da semana de trabalho dos Analistas-Tributários da Receita Federal, entre os dias 21 a 28 de junho, estão a apreensão de mais de uma tonelada de drogas e a retenção de diversos veículos como mercadorias sem nota fiscal de comprovação.

No dia 26, os Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil atuaram na apreensão de 562 kg de cocaína no Porto de Paranaguá/PR. A cocaína estava acondicionada em tabletes e escondida em malas de mão em um contêiner que tinha como destino a Holanda. No dia 21, Analistas-Tributários atuaram na apreensão de 808,2 quilos de cocaína durante ação de fiscalização no Porto de Suape, na Região Metropolitana do Recife/PE. Esta é a maior apreensão da droga ocorrida no local. Por volta das 16h, os servidores vistoriaram três contêineres usados para exportar bananas. O destino do carregamento seria o porto da Antuérpia, na Bélgica. Com a utilização de escâner, os servidores observaram irregularidades em um dos contêineres e realizaram inspeção minuciosa no carregamento, constatando a presença de pacotes com cocaína.

No dia 25, os Analistas-Tributários atuaram na apreensão de dois veículos alugados com mercadorias, como óculos escuros e vestuário (jaquetas), sem nota fiscal de comprovação, na rodovia MS 164, em Ponta Porã/MS. A abordagem foi em MS, entre Copo Sujo e Vista Alegre, e as mercadorias foram estimadas no valor de R$ 80 mil e os carros R$ 120 mil.
Os veículos foram retidos e encaminhados à Inspetoria da Receita Federal de Ponta Porã/MS para os procedimentos legais cabíveis. Os condutores foram liberados, porém após apuração dos órgãos competentes deverão responder pelos ilícitos.

Outros três veículos com fundo falso e uma moto foram retidos pelos Analistas-Tributários em Foz do Iguaçu/PR. O trabalho, que faz parte da Operação Muralha, totalizou R$ 315 mil em mercadorias apreendidas. Na moto foram encontradas 150 memórias SSD/R$17.000. Em um veículo Sandero, foram apreendidos 50 celulares, que somam R$96 mil. Em um Santana foram 65 celulares no valor de R$ 125 mil e no Palio foram outros 40 celulares totalizando R$ 77 mil. Os veículos foram encaminhados à Inspetoria da Receita Federal de Foz do Iguaçu para os procedimentos legais cabíveis. Os condutores foram liberados, porém após apuração dos órgãos competentes deverão responder pelos ilícitos.

Cerca de R$ 200 mil em mercadorias foram retidos com a atuação dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil na BR-267, em Nova Alvorada do Sul/MS. As mercadorias estavam em um ônibus que tinha como destino São Paulo/SP. Entre os vinte e sete volumes retidos estão essência de narguilé, relógios, brinquedos, eletrônicos, peças de vestuário, maquiagem, óculos e etc.