O Sindireceita já havia alertado seus filiados acerca da prática antiética de captação irregular de clientela que vinha sendo efetivada pelo escritório Piovezan Advogados Associados, publicando nota de repúdio em que cientifica o patrono das principais ações coletivas do Sindicato, Dr. Nabor Bulhões, para adoção das medidas cabíveis. Clique AQUI  para ver a nota.

A publicação da citada nota de repúdio foi fruto de inúmeros e-mails recebidos pela Diretoria de Assuntos Jurídicos do Sindireceita denunciando a reprovável prática de captação irregular de clientela do mencionado escritório.

Além da nota publicada no site, o diretor de Assuntos Jurídicos, Thales Freitas, enviou e-mail ao advogado Nabor Bulhões solicitando providências, em face do risco de tumultuo processual iminente.

Em atenção aos apelos do Sindireceita, os escritórios Bulhões & Advogados Associados S/S e Medeiros & Meregalli Sociedade de Advogados informaram que está pronta a representação disciplinar que será protocolada perante a OAB/MG nesta segunda-feira (15/06), com pedido de suspensão preventiva da inscrição do escritório Piovezan Advogados Associados e dos seus sócios Marcos Piovezan Fernandes, Xênia Gonçalves Santos, Farlei Prates Figueiredo e Graciana Aparecida Alves Piovezan, além de demais cominações legais, por suas condutas reiteradas de repercussão prejudicial à dignidade da advocacia. Clique AQUI para ver a representação disciplinar.

O Sindireceita reafirma seu repúdio à prática de captação irregular de clientela promovida pelo escritório Piovezan Advogados Associados, clamando para que a Ordem dos Advogados do Brasil Secção Minas Gerais (OAB/MG)aplique implacavelmente a punição cabível, coibindo, dessa forma, que condutas reprováveis à dignidade da advocacia se repitam.