Autor: rafael

Combate à criminalidade na fronteira exige trabalho integrado, adverte secretário do RS

 Agência Senado – 7 de junho de 2011  O trabalho de prevenção da criminalidade nas regiões de fronteira deve ser “sistêmico e integrado”, segundo recomendação apresentada nesta terça-feira (7) pelo secretário adjunto de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, Juarez Pinheiro, à Subcomissão Permanente da Amazônia e da Faixa de Fronteira. As ações devem, em sua opinião, envolver órgãos federais, estaduais e municipais.  O secretário ressaltou a necessidade de envolvimento dos municípios na prevenção da criminalidade. A União e os estados, observou, seriam “entes abstratos”, uma vez que os cidadãos “vivem nos municípios”. Por outro lado, ele defendeu o trabalho conjunto de órgãos estaduais – como as polícias civil e militar – com órgãos federais, a exemplo da Polícia Federal, da Policia Rodoviária Federal, do Exército e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). – Todos precisam, juntos, cuidar de nossas fronteiras. Não dá para cada um ficar na sua caixinha, cada órgão tem que falar com o outro – recomendou.  O trabalho conjunto, disse o secretário durante a audiência pública da subcomissão, presidida pelo senador Mozarildo Cavanlcanti (PTB-RR), é a única forma de obter êxito no combate a crimes como contrabando, evasão de divisas, exploração sexual infanto-juvenil, tráfico de armas, tráfico de drogas, tráfico de pessoas, turismo sexual, prostituição e roubo de gado.  Gado  Em relação ao roubo de gado, Pinheiro informou que o Rio Grande do Sul...

Read More

‘Fiquei impressionado com a falta de fiscalização nas fronteiras’, diz Tralli

Bom dia Brasil – 7 de junho de 2011  ‘Bom Dia Brasil’ recebeu o repórter César Tralli que apresentou a série de reportagens no Jornal Nacional sobre fragilidade das fronteiras brasileiras. Para falar sobre a reportagem e sobre a série que o Jornal Nacional apresentou a respeito das fronteiras brasileiras, o Bom Dia Brasil recebeu o repórter César Tralli.  Veja aqui a entrevista. Bom Dia Brasil: Você viajou pelo país inteiro, viu a enormidade da fronteira brasileira e constatou que as autoridades estão conformadas com essa situação ou vão tomar alguma atitude?  César Tralli: Eu sempre soube da fragilidade das fronteiras, mas acho que é só quando a gente vai até lá, que é possível perceber o quanto é frágil e o quanto estão abertas as nossas fronteiras em diversas regiões extremamente críticas. Cidades como Corumbá, Pedro Juan Caballero, Cáceres, várias regiões do Paraná. Eu fiquei impressionado com a falta de fiscalização e de efetivo da Polícia Federal, da Receita Federal, dos órgãos estaduais para conseguir fechar um pouco mais e fiscalizar as fronteiras brasileiras. São fronteiras que não são somente de estradas, são de rios, são pelo meio da mata. Você acha possível fazer uma fiscalização efetiva? O que é necessário para se conseguir tomar conta do nosso país?  Pela série que a gente fez e com tudo que a gente constatou, ninguém defende a construção de muros...

Read More

Governo avalia denúncias feitas sobre fronteiras brasileiras

Jornal Nacional – 7 de junho de 2011  Na última reportagem da série, repórteres mostram a facilidade para contrabandear gasolina entre Brasil e o Peru.  Na última reportagem da série sobre a situação das fronteiras brasileiras, os repórteres do Jornal Nacional mostram como é fácil contrabandear gasolina entre Brasil e o Peru. E o que diz o governo sobre as denúncias apresentadas no Jornal Nacional.Veja aqui a reportagem completa. Um rio mais agitado que muita avenida de cidade grande. O combustível que movimenta Tabatinga, no Amazonas, é gasolina peruana, contrabandeada.  Basta atravessar o Solimões: tanques a céu aberto, em postos improvisados. E 90% da clientela são brasileiros, atraídos pelo preço baixo.  Uma vendedora diz que o litro está custando R$ 2. Então compensa pagar porque vai pagar R$ 3,20 no Brasil. A comerciante peruana também vende no atacado e dá desconto: “100 litros vezes 1.6, te sai a R$ 160”.  Na nossa margem, uma bela lancha da Receita Federal está quebrada faz um ano. “Tem que passar pelos processos normais de licitação para contratação da manutenção e a nossa expectativa é que ela volte à operação o mais rápido possível”, declarou o subsecretário de Aduanas da Receita Federal, Ernani Checucci.  De Tabatinga, no Amazonas, a equipe desceu 1,8 mil quilômetros até Cáceres, no Mato Grosso. É uma das principais portas de entrada hoje de toda a cocaína que é...

Read More

Frente de combate à pirataria e à sonegação fiscal será relançada

www.claudiohumberto.com.br – 5 de junho de 2011 A Frente Parlamentar Mista de Combate à Pirataria e à Sonegação Fiscal será relançada em um café da manhã na próxima quarta (8). Entre outros objetivos, o grupo pretende propor medidas que acabem com a pirataria e a sonegação na indústria e no comércio, e estimular o debate sobre o tema. O presidente do colegiado, deputado Guilherme Campos (DEM-SP), defende penas mais rigorosas para pessoas envolvidas com práticas como contrabando e descaminho. “Esse mercado movimenta milhões de reais e não só aumenta a sonegação como provoca mais violência. Por isso, precisamos de leis mais rígidas e da aplicação delas”, argumenta. A solenidade será às 8 horas, no restaurante-escola Senac (anexo 4 da Câmara). Às 10 horas, haverá uma coletiva de imprensa no mesmo...

Read More

Links Aduana