O presidente do Sindireceita, Geraldo Seixas, e o diretor de Defesa Profissional do Sindicato, Alexandre Magno Cruz Pereira, participaram, nos dias 11 e 12 de novembro, do simpósio “O Conhecimento e a Revolução Tecnológica: Um Novo Conceito de Autoridade e a Convivência Corporativa”, realizado no hotel Dan Inn, em São Paulo/SP. O evento foi promovido pelo Conselho Estadual de Delegacias Sindicais de São Paulo (CEDS-SP), com o apoio da Diretoria Executiva Nacional (DEN) do Sindireceita, do Conselho Nacional de Representantes Estaduais (CNRE) e do Conselho Estadual de Delegacias Sindicais do Paraná (CEDS-PR).

Com a presença de Analistas-Tributários de todo o Brasil, o simpósio contou com diversas palestras e debates focados nos impactos da revolução tecnológica para a Administração Tributária e para os servidores do cargo. No dia 11, sábado, foram realizadas as palestras “A Revolução Tecnológica e seus efeitos”, ministrada pelo ATRFB Eduardo Caimbro; a “Inovação, Tecnologia e Desenvolvimento e seus impactos nas Administrações Tributárias”, ministrada pelo ATRFB Roque Wandenkolk, e a palestra “A Revolução Tecnológica na Receita Federal”, realizada pela ATRFB e analista de negócios da Receita Federal, Leni Veiga.

No dia 12, domingo, o simpósio contou com as palestras “O Projeto CONVIVER – uma iniciativa da oitava Região Fiscal”, realizada pelo procurador da Fazenda Nacional e diretor regional da Escola de Administração Fazendária (ESAF) em São Paulo, Marcos Antônio de Oliveira Fernandes, e com explanação sobre o desenvolvimento do Mapeamento de Processos de Trabalho da RFB, realizada pelo diretor de Defesa Profissional do Sindireceita, Alexandre Magno Cruz Pereira.

Durante os dois dias de evento, os participantes puderam esclarecer dúvidas acerca dos temas abordados. O simpósio contou ainda com painel de encerramento composto por Analistas-Tributários representantes das cinco regiões geográficas do País, que avaliaram o contexto dos servidores do cargo nas localidades em relação aos temas debatidos. (Com informações e foto do CEDS-SP)