IMG_3396

O diretor de Assuntos Aduaneiros do Sindireceita, Moisés Hoyos, ministrou na última quinta-feira, dia 11, uma palestra sobre a pirataria e suas consequências para a sociedade civil e os efeitos socioeconômicos e culturais da prática no país. A palestra foi ministrada na sede da Receita Federal em Brasília, para servidores lotados na 1ª Região Fiscal. O evento contou com a participação da superintendente adjunta da Primeira Região Fiscal, Maria Joana Pereira Rêgo e foi promovido pelo grupo de Educação Fiscal da RF de Brasília.

Moisés iniciou a palestra apresentando a definição de diversos crimes que se confundem no dia a dia com a prática da pirataria: contrabando, contrafação, falsificação, corrupção e descaminho. Esses malefícios, ocasionados por produtos não originais, foram alguns dos assuntos tratados durante o evento, além dos prejuízos ao país e ao próprio consumidor.

IMG_3404

O diretor destacou que, além das políticas públicas, é necessário que cada cidadão tenha consciência dos seus atos e das infrações que comete com as “pequenas corrupções”, como furar fila, falsificar carteirinha de estudante, aceitar troco errado ou, claro, comprar produtos piratas. O maior problema é justamente a população enxergar a pirataria como algo normal. “Muita gente compra sem saber o mal que causa. Para combater a pirataria, primeiro precisamos mudar o nosso pensamento”, concluiu.

IMG_3436