Apreensão de mais de 12 quilos de drogas em Manaus e no Aeroporto de Guarulhos/SP, apreensão de jaquetas recheadas de cocaína no Aeroporto de Manaus, a retenção de R$ 400 mil em produtos ilegais em Foz do Iguaçu, a retenção de cerca de 600 caixas de cigarros no Paraná e de outros dois veículos com mercadorias contrabandeadas em Foz do Iguaçu/PR foram algumas das atividades que marcaram a semana de trabalho dos Analistas-Tributários da Receita Federal nas fronteiras e aeroportos em todo o Brasil.

Na tarde do dia 30/04, Analistas-Tributários participaram de uma operação que resultou na apreensão de mais de 6kg de drogas no Porto da Manaus Moderna, no centro da capital. O entorpecente foi encontrado pelo cão de faro Odin, agente canino da Receita Federal do Brasil. Uma adolescente de 17 anos foi apreendida com 1,5 kg da droga, e uma mulher de 20 anos foi presa com 5kg de drogas. A operação foi deflagrada pelo Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc), com apoio da Receita Federal.

Também no dia 30/04, durante a madrugada, Analistas-Tributários da Receita Federal atuaram na apreensão de 6 quilos de cocaína no Aeroporto de Guarulhos, São Paulo. Segundo os Analistas, a atuação dos agentes caninos foi determinante para o trabalho. Os agentes localizaram 2.967 kg de cocaína oculta em fotos plastificadas de revistas com um passageiro brasileiro que viajaria para Addis Abeba (Etiópia). Além disso, foram localizadas 3.150 kg de cocaína oculta em embalagens de corantes para roupas de posse de passageiro nigeriano que viajaria para Cotonou (Benin).

Em Foz do Iguaçu, em ação conjunta com o Batalhão de Polícia da Fronteira (BPFron), no domingo, dia 28/04, Analistas-Tributários participaram da retenção de pacotes ilegais. A operação ocorreu na BR-277, na cidade de Cascavel/PR. As mercadorias são avaliadas em R$ 400 mil. O veículo e os produtos ilegais foram encaminhados para a Receita Federal. Os quatro ocupantes do veículo foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal em Cascavel.

Analistas-Tributários da Divisão de Repressão ao Contrabando da Receita Federal de Cascavel, com apoio de Londrina, fizeram a retenção na manhã da última sexta-feira, dia 26, de um caminhão com cerca de 600 caixas de cigarros, na saída de Londrina para Sertanópolis, PR-323. O motorista declarou não saber da carga, mas foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia de Londrina, autuado em flagrante por contrabando e descaminho.

Também no dia 26/04, Analistas-Tributários da Receita Federal participaram da apreensão de jaquetas recheadas de cocaína no Aeroporto de Manaus/AM. Os scanners não apontaram a presença da droga, mas durante as averiguações o agente canino Odin, agente canino da Receita Federal, conseguiu identificar a droga escondida nas jaquetas. A cocaína seria transportada para a República Tcheca.

Analistas-Tributários participaram, em conjunto com policiais do Batalhão de Polícia da Fronteira (BPFron), da retenção de dois veículos carregados com produtos contrabandeados nesta quinta-feira, dia 25, em Foz do Iguaçu/PR. A ação ocorreu no âmbito da Operação Sul III durante abordagens a um carro modelo Prisma e um Vectra. Os veículos foram encaminhados à Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu para as providências legais.

Outra atividade que repercute diretamente no trabalho dos Analistas-tributários da Receita Federal é o curso de Acautelamento de Arma Institucional (C.40) em Medianeira/PR. O treinamento realizado na Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu, começou nesta segunda-feira, 29/04 e segue até a próxima sexta-feira (3), é direcionado aos servidores da Receita Federal que participarão de operações de prevenção e repressão ao contrabando e descaminho.

O curso é ministrado por instrutores da Receita Federal por meio de aulas teóricas e práticas e conta com a participação de 30 treinandos de várias regiões do País. O conteúdo aborda temas como direitos humanos, legislação referente ao uso de armamento, uso legal e progressivo da força, além de aulas práticas de tiro durante as quais foram feitas simulações de situações de confronto armado.