Segundo o balanço realizado pelo Departamento de Investigação sobre Narcóticos (DENARC) mais de três toneladas de entorpecentes foram apreendidas no estado do Amazonas nos primeiros cinco meses de 2020.

O delegado Paulo Mavignier, diretor do DENARC destacou a importância do trabalho da Equipe k9 da Receita Federal que atua no Serviço de Vigilância e Repressão da Alfândega do Porto de Manaus, composta pelo Analista-Tributário Roberto Cesarino e o agente canino Odin, nas operações. Para Mavignier, a equipe k9 alavancou os trabalhos do departamento.

Em janeiro foram apreendidos 757 kg de skunk e 44 kg de cocaína; em fevereiro, 47 kg de maconha; em março, 785 kg de maconha e 56 kg de cocaína; em abril, 982 kg de maconha e 158 kg de cocaína; em maio, foram 93 kg de maconha; e nos primeiros dias de junho, foram 240 kg de maconha, totalizando 3,162 toneladas.

Além disso, 35 pessoas foram presas e 40 indiciadas durante o período. Foram 15 armas de fogo, 118 munições, granadas, oito veículos, uma embarcação e mais de R$ 8 mil em espécie apreendidos.

O trabalho de apreensão com resultados positivos se deu com o apoio de órgãos como a Receita Federal do Brasil, além da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM); Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera); Departamento de Polícia do Interior (DPI) e da Delegacia Fluvial (Deflu).