Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (RFB) em Porto Alegre/RS estão de braços cruzados desta segunda, dia 21 até o dia 01/05, em greve nacional da categoria. O movimento paredista dos servidores do cargo reivindica que o governo federal cumpra integralmente o acordo salarial da categoria, assinado em 2016, e aprovado na forma da Lei nº 13.464/2017, que reestruturou a remuneração dos servidores da Carreira Tributária e Aduaneira da RFB. Os Analistas-Tributários também protestam contra a injustificável demora na regulamentação do Bônus de Eficiência e Produtividade, um importante instrumento amparado no cumprimento de metas de eficiência institucional do Fisco.

O acirramento da greve nacional dos Analistas-Tributários foi aprovado por ampla maioria dos servidores do cargo em Assembleia Geral Nacional Unificada (AGNU), realizada de 15 a 17 de maio. Por ampla maioria, a categoria votou a favor da realização de cinco dias de paralisação por duas semanas, do dia 21 a 25 de maio e do dia 28 a 1º de junho. Além de aprovarem a ampliação da greve, os Analistas-Tributários também deliberaram pela manutenção do Regime Permanente de AGNU.