As entidades representativas do Ciclo de Gestão e do Fisco Federal lançaram nesta quarta-feira (17/05), na Câmara dos Deputados, em Brasília, o Movimento Nacional em Defesa do Estado Brasileiro. O lançamento contou com a presença de aproximadamente mil servidores e de 18 deputados, e recebeu o apoio de vários parlamentares que mesmo sem poder comparecer fizeram questão de defender a iniciativa, entre eles, os deputados Carlos Alberto Souza (PP/AM), Tarcísio Zimmermann (PT/RS), Marco Maia (PT/RS), Paulo Pimenta (PT/RS), Wilson Santiago (PMDB/PR), Enivaldo Ribeiro (PP/PB), Moroni Torgan (PFL/CE) e João Fontes (PDT/SE).

Segundo o presidente do Sindireceita, Paulo Antenor de Oliveira, o Movimento já está forte apesar de ser criado recentemente. ?Temos uma lista de várias entidades que querem aderir ao Movimento”, diz. Durante o lançamento, o presidente ressaltou também que o cidadão brasileiro está em primeiro lugar nesta luta. ?É o cidadão que paga os impostos, enfrenta as filas do INSS. Por isso, a solução proposta por este Movimento é valorizar os servidores de carreira porque só assim teremos um Estado forte, um país forte. Mas para que se tenha um Estado fortalecido é preciso que o governo ofereça boas condições de trabalho, salário justo e possibilite uma carreira estruturada ao servidor público?.

Para a presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait), Rosa Maria Campos Jorge, cada um tem que fazer a sua parte. ?A luta deste Movimento não se faz só em um dia. Cada um de nós é um elemento de formação. Não podemos esperar que caia do céu. Temos que lutar pelos nossos direitos?, ressalta.

De acordo com o o presidente da União dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle (Unacon), Fernando Antunes, o Movimento em Defesa do Estado Brasileiro ?é o início de uma nova época. Por isso não vamos aceitar rótulos. Somos trabalhadores e é isto que diremos à imprensa, ao Congresso Nacional e à sociedade. Este Movimento está apenas começando?.

Ao final do lançamento, os representantes e os demais participantes leram o manifesto. Ainda este mês o Movimento realizará mais duas mobilizações. Na próxima quarta-feira (24), integrantes das entidades se reunem em frente ao Ministério do Planejamento, em Brasília, para realização do “Dia Nacional de Valorização das Carreiras de Estado”.  No dia 31 maio estão previstas mobilizações em várias cidades do País e em Brasília.

O Movimento em Defesa do Estado Brasileiro é formado pelas entidades AACE, AFIPEA, ANESP, ANFIP, ASSECOR, ASSUP, FENAFISP, SINAIT, SINDVCM, UNACON, SINDIRECEITA, SINAL, ANPREV e SIPREV. As duas últimas aderiram ao Movimento recentemente.

Para o deputado Osmar Serraglio (PMDB/PR) é preciso valorizar os profissionais do serviço público. ?Quanto mais capacitados e qualificados estiverem os servidores, mais os serviços públicos dados à sociedade serão de qualidade?, ressalta.

O deputado Carlos Mota (PSB/MG) é da mesma opinião: ?temos que recuperar a administração pública eficiente. Não existe administração pública eficiente se o servidor público não tem salário digno. Cabe a nós cobrar isso?, disse.

O Movimento também recebeu o apoio do deputado Federal Jovair Arantes (PTB/GO). O parlamentar se comprometeu em estabelecer uma discussão interna sobre as revindicações do movimento com os outros deputados. Jovair Arantes destacou a necessidade de fortalecimento do serviço público.

Já o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB/SP) elogiou a iniciativa e disse que as demais entidades deveriam aderir ao Movimento. ?Todas as entidades deveriam estar presentes até porque o governo passa, mas o servidor público continua. É por isso que todos tem que se unir e ficar alerta. Até porque independente do grupo político que assumir o poder no próximo ano, teremos que enfrentar uma nova reforma da previdência?, acrescentou.

Segundo o líder do PL, deputado Luciano Castro (PL/RR), é preciso que ?o governo dê condições efetivas para que o serviço público seja valorizado?.

Durante o lançamento do Movimento de Defesa do Estado Brasileiro, o deputado Vitorassi (PT/PR) destacou mais uma vez a participação do Sindireceita, que novamente saiu em defesa do Estado brasileiro e do cidadão. ?O Sindireceita tem cada vez mais ampliado sua atuação, e se mostrado efetivamente como um sindicato cidadão?, disse. O deputado defendeu a criação do Movimento e aproveitou para dar o seu apoio. ?Pode contar com o meu empenho?, concluiu.

?Agradeço aos meus caros e participativos colegas TRF de Brasília que, em número superior a cem(100), fizeram-se presentes ao Ato de lançamento do Movimento Nacional em Defesa do Estado Brasileiro nesse dia 17, na Câmara dos Deputados.

A base de Brasília, que jamais se furtou aos chamados da Diretoria de sua Delegacia Sindical, mais uma vez, demonstrou união, força, espírito cooperativo e disposição para lutar e apoiar as ações empreendidas por nossa Diretoria Executiva Nacional, capitaneada pelo Presidente Paulo Antenor (PA), na defesa dos interesses da categoria e do Brasil.

Isto reflete o elevado grau de conscientização de cada colega TRF, que mais do que servidor público e sindicalista, é cidadão e lhe compete lutar pela promoção de um Brasil melhor, mais forte, justo e transparente por uma administração pública que valorize os seus servidores e ofereça à sociedade brasileira serviços de qualidade.

Assim, agradecida e confiante, conclamo a todos os colegas TRF ? servidores conscientes do seu dever para com o Estado Brasileiro e com a nossa Entidade – para que compareçam ao Ato que será realizado em frente o Ministério do Planejamento, no dia 24 de maio, em horário a ser divulgado, para que juntos reforcemos essa corrente positiva em defesa do Estado Brasileiro e pela valorização do servidor público de Carreiras de Estado, da qual fazemos parte?.

Delegada Sindical de Brasília