O canal de TV por assinatura National Geographic (Natgeo), em parceria com uma produtora argentina e com várias Aduanas da América Latina, incluindo a Receita Federal do Brasil; lançou nesta última segunda-feira, dia 5 de março, o programa “Fronteiras Perigosas”. Nas filmagens feitas no Brasil, é retratado os trabalhos rotineiros de vigilância realizados na Aduana da Ponte Internacional da Amizade, bem como os trabalhos de repressão ao contrabando e descaminho realizados em zona secundária pelas equipes de Foz do Iguaçu, onde atuam inúmeros Analistas-Tributários.

A série documental, produzida ao longo de 2017 e com previsão para 26 episódios na primeira temporada, intercala acontecimentos rotineiros nas várias Aduanas da América Latina. Os episódios de 30 minutos, sendo dois por vez, são exibidos todas as segundas-feiras às 22h30 e vão até o dia 26 de março. Nos próximos episódios da primeira temporada também serão retratados os trabalhos da Alfândega da Receita Federal em Curitiba/PR no Serviço de Remessas Postais e Expressas, no Centro de Distribuição dos Correios.

No Brasil, os Analistas-Tributários da Receita Federal são os servidores que formam a linha de frente nas operações de despacho de importação e exportação, no combate ao tráfico de drogas, armas, munições e na repressão ao contrabando, descaminho e pirataria. São uma força do Estado brasileiro a serviço da facilitação do comércio internacional e que também atua de forma integral e direta em prol da segurança do País.

A Receita Federal do Brasil conta com mais de 1.500 Analistas-Tributários da que atuam nos portos, aeroportos, postos de fronteira e nas equipes e núcleos de fiscalização e vigilância, diminuindo os índices de violência no País ao reduzir a entrada em território nacional de drogas, armas e munições, atuando diretamente para enfraquecer o crime organizador.

Ao longo dos últimos anos, o Sindireceita tem se esforçado para promover um debate nacional sobre a necessidade urgente de fortalecimento da Aduana brasileira. O lançamento do livro e do documentário “Fronteiras Abertas – Um retrato do Abandono da Aduana Brasileiro” cumpriu esse papel. Foi a partir das iniciativas do Sindicato e dos Analistas-Tributários que o fortalecimento da Aduana passou a ser discutido nacionalmente. (Com informações do Intranet da Receita Federal).