O Sindicato Nacional dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (Sindireceita), que reúne mais de 14.500 servidores ativos e inativos, acredita que a escolha de Otacílio Cartaxo para comandar a Receita Federal não trará as mudanças necessárias ao Órgão, uma vez que o escolhido era o braço-direito da secretária anterior. A permanência deste grupo na Administração representa a continuidade de um projeto que envolveu a Receita Federal em polêmicas desnecessárias, paralisou a fiscalização e ampliou o caos no atendimento ao contribuinte.

O presidente do Sindireceita, Paulo Antenor de Oliveira, criticou duramente a administração da Receita Federal durante a gestão de Lina Vieira, fez várias sugestões e cobrou ações efetivas para aumentar a arrecadação, ampliar a fiscalização e a cobrança de processos fiscais. “Com a escolha de Cartaxo, os Analistas-Tributários acreditam que nada mudará e que o diálogo continuará não existindo, a não ser que o novo secretário busque o rompimento com o modelo anterior. Sem isto, dificilmente se poderá melhorar o atendimento ao contribuinte. Esperamos que a Instituição saia da letargia que se instalou no último ano”.

DOU publica nomeação do SRFB

Foi publicado na edição de hoje (17), do Diário Oficial da União (DOU), o Decreto da Presidência da Republica nomeando Otacílio Dantas Cartaxo como secretário da Receita Federal do Brasil (SRFB).