Passageiros de um dos ônibus, que era clandestino, tentaram saquear e incendiar o veículo

Passageiros de um dos ônibus, que era clandestino, tentaram saquear e incendiar o veículo

Em ações da Operação Fronteira Blindada, realizadas neste último final de semana, no Posto de Fiscalização da Polícia Rodoviária Federal em Santa Terezinha de Itaipu/PR e no Posto Fiscal Bom Jesus em Medianeira/PR, foi registrada a apreensão de três ônibus carregados com mercadorias estrangeiras irregularmente importadas, além de aproximadamente 80 volumes avulsos de mercadorias. Uma pessoa foi presa.

No sábado (24), por volta das 18h30, servidores da Receita Federal, entre eles Analistas-Tributários, com apoio de agentes da Polícia Rodoviária Federal, realizaram a apreensão de em um ônibus com placas de São Bento do Sul/SC, que transportava grande quantidade de mercadorias estrangeiras sem comprovação da regular importação. O veículo não tinha autorização para realizar a viagem. Quando os passageiros perceberam a ação de servidores, tentaram saquear as mercadorias e incendiar o veículo. Na ocasião uma pessoa foi presa por desacato à autoridade. O valor das mercadorias foi estimado em R$ 120 mil.

Dando continuidade à operação, no domingo (25), por volta das 16h, servidores da Receita Federal, novamente com apoio da PRF, realizam a abordagem de mais dois ônibus, com placas de Osasco/SP e de Foz do Iguaçu/PR. Os ônibus foram retidos por transportarem grande quantidade de mercadorias estrangeiras, que eram compostas basicamente por eletrônicos. O valor das mercadorias dos dois veículos foi estimado em R$ 200 mil.

O três coletivos apreendidos foram lacrados e encaminhados ao pátio da Receita Federal em Foz do Iguaçu, para posterior verificação e contagem das mercadorias, para a lavratura dos autos de infração visando à aplicação da pena de perdimento.

Durante o final de semana também foram realizados trabalhos de fiscalização no Posto Fiscal Bom Jesus em Medianeira/PR, resultando na apreensão de aproximadamente 80 volumes de mercadorias diversas, em abordagens de ônibus de linha e veículos, cujo valor foi estimado em R$ 100 mil. (Informações da DRF Foz do Iguaçu/PR)