Analistas-Tributários de todo o País estiveram reunidos, de 1º a 3 de julho, em Assembleia Geral Nacional Unificada (AGNU) e aprovaram, por ampla maioria dos votos favoráveis, o Indicativo 1, que corresponde à permanência da proposta de negociação salarial com o governo, sugerida pelo Fórum Nacional dos Servidores Públicos Federais (Fonasef) para reajuste de 27,5% em 2016, com abertura imediata da mesa setorial.

O Indicativo 2, por sua vez, obteve maioria dos votos pela rejeição da proposta de reajuste salarial oferecida pelo governo ao conjunto dos servidores públicos federais de 21,3%, parcelado entre 2016 e 2019, sendo 5,5% em 2016, 5% em 2017, 4,75% em 2018, 4,5% em 2019

Já o indicativo 3 foi aprovado, por ampla maioria dos votos, para permanência das mobilizações semanais em defesa da elaboração isenta do mapeamento de processos, em prol da definição em lei das atribuições da categoria e também por salário, com atos locais de acordo com as condições de cada unidade.

A Diretoria Executiva Nacional (DEN) do Sindireceita parabeniza a todos os filiados que compareceram a AGNU e participaram da votação. A mobilização de todos os Analistas-Tributários é essencial para consolidarmos as nossas lutas e conquistarmos a vitória desejada por todos.