Analistas-Tributários em todo o Brasil, reunidos em Assembleia Geral Nacional Unificada (AGNU) dos dias 2 a 5 de março, aprovaram todos os indicativos encaminhados pela Diretoria Executiva Nacional (DEN) do Sindireceita e pelo Conselho Nacional de Representantes Estaduais (CNRE). Clique aqui para conferir o resultado na Área Restrita.

Além da Pauta Reivindicatória para 2020 deliberada pela LXXV Reunião do CNRE (Indicativo 3), os Analistas-Tributários também aprovaram, por ampla maioria, diversas ações em defesa do serviço público brasileiro, sendo elas: a participação da categoria na greve convocada pelas entidades de representação dos servidores para o dia 18 de março (Indicativo 7); o Regime Permanente de AGNU (Indicativo 1); o trabalho do Sindireceita pela rejeição ou exclusão de todos os artigos prejudiciais aos servidores contidos nas PECs 186, 187 e 188 de 2019 (Indicativo 2); a integração das Delegacias Sindicais às Frentes de Defesa do Estado e do Serviço Público em âmbito local e regional (Indicativo 4); a aproximação da DEN do Sindireceita aos demais sindicatos de servidores públicos federais para ações conjuntas contra as PECs 186/2019, 187/2019, 188/2019 e 438/2018, além da Reforma Administrativa em elaboração (Indicativo 5); e a utilização do Fundo de Defesa da Categoria para o trabalho parlamentar e para a contratação de estudos e consultoria parlamentar direcionados aos temas das PECs e da Reforma Administrativa (Indicativo 6).

A Diretoria Executiva Nacional do Sindireceita agradece a todos os Analistas-Tributários filiados que participaram da AGNU e reitera seu compromisso em defesa da categoria e do serviço público brasileiro. A DEN também conclama os ATRFBs em todo o país a participarem da greve do dia 18 de março, bem como das próximas mobilizações e ações do Sindicato contra as ameaças contidas propostas em tramitação no Congresso Nacional.

 

 

A união e engajamento de todos é fundamental para enfrentarmos todos estes desafios!

 

Diretoria Executiva Nacional (DEN)

Sindireceita