A semana de trabalho dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil foi marcada pela atuação em apreensão de drogas, como cocaína e skunk, e em retenção de mercadorias contrabandeadas, como madeira, cigarro, celulares, hortifrutigranjeiros, bebidas, perfumes. Os dados estão compreendidos entre os dias 23 a 30 de maio de 2019. O destaque de algumas apreensões é o trabalho realizado pelos agentes caninos, os cães de faro da Receita Federal (k-9).

Mais de 300 kg de cocaína foram apreendidos pelos Analistas- Tributários no Porto de Santos, litoral de São Paulo, nesta segunda-feira. O carregamento tinha como destino o porto de Roterdã, na Holanda. Durante ação de vigilância aduaneira foi localizado um contêiner frigorífico com indícios de violação na margem esquerda do porto, em Guarujá (SP). Uma equipe da Alfândega fez a abertura da caixa metálica e encontrou malas pretas. As bagagens armazenavam os tabletes da droga escondidos em meio à carga de carne congelada, para despistar a fiscalização das autoridades. No mesmo terminal, há uma semana, quatro apreensões consecutivas resultaram na apreensão de mais de duas toneladas da droga. Segundo a Alfândega do Porto de Santos, esta é a vigésima segunda operação que resulta em localização de ilícito no cais santista, que totaliza 10.124 kg de cocaína interceptados somente este ano.

No dia 29, os Analistas-Tributários participaram da apreensão de 122,5 kg de cocaína no Aeroporto de Guarulhos/SP. Destaque para as equipes de cães de faro que auxiliaram na ação. A droga estava em uma das cargas do aeroporto, oculta em 50 caixas de vinho branco. O destino final da cocaína era a Guiné Equatorial.

Em Manaus, o destaque é o trabalho do agente canino Odin. Foi por meio do faro apurado de Odin que os Analistas-Tributários da Receita Federal apreenderam na madrugada de sexta-feira, 24/05, na Alfândega do Aeroporto Eduardo Gomes em Manaus, 13,360 kg de skunk. Odin alertou os servidores da Receita Federal quando as malas já estavam na carreta de malas já embarcando. O destino da droga era Viracopos.

No domingo (26), uma mulher sul-africana foi presa no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, ao tentar embarcar em um voo com destino a Cotonou, no Benin. Os Analistas-Tributários apreenderam 3 kg de cocaína com a passageira depois que os agentes caninos (cães farejadores) indicaram que havia algo errado com a bagagem dela. A droga estava escondida em um forno que a passageira levava.

Também no domingo, dia 26 de maio, Analistas-Tributários participaram, durante fiscalização de rotina na Operação Muralha, de ação conjunta com policiais do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) e o Exército, que resultou na retenção de um veículo com eletrônicos no Paraná. Por volta das 8h, um veículo foi abordado no posto de fiscalização próximo à praça de pedágio em São Miguel do Iguaçu/PR. Durante a inspeção, foram encontrados produtos eletrônicos e smartphones. O condutor estava com sinais de embriaguez, tinha a CNH vencida e não tinha os documentos do carro. Estima-se que as mercadorias ultrapassem R$ 30 mil.

No dia 28, os Analistas-Tributários atuaram na retenção de celulares descaminhados dentro de um ônibus em São Miguel do Iguaçu, no Paraná. A ação foi realizada no âmbito da Operação Muralha, quando um ônibus de linha que seguia até Matelândia/PR foi parado na barreira da BR-277, próximo ao pedágio de São Miguel do Iguaçu e durante inspeção no interior do ônibus, as equipes suspeitaram do nervosismo aparente de uma passageira. Após verificação, foram encontrados 76 aparelhos celulares escondidos embaixo da poltrona da passageira.

Analistas-Tributários também participaram no dia 28 da retenção de um caminhão com 40 pneus ocultos em Guaíra/PR. No dia 27, o destaque foi a atuação na retenção de um veículo carregado com 6 mil pares de óculos em Nova Alvorada do Sul, no Mato Grosso do Sul. Na madrugada do dia 29, o destaque foi a atuação na retenção de um simulacro de arma de fogo, medicamentos e tubos de ar comprimido em caminhão na Ponte Ayrton Senna, que liga o Paraná ao Mato Grosso do Sul. Durante a vistoria, as equipes encontraram 113 comprimidos de Nobésio extraforte (rebite) sem prescrição médica, um simulacro de arma de fogo, seis tubos de ar comprimido, uma caixa de chumbo 4,5 mm e munição de calibre 7,62 mm.

Analistas-Tributários participaram na noite de sábado, dia 25, da apreensão de maconha e haxixe no Paraná durante a fiscalização do bagageiro de um ônibus. Após vistoria na bagagem, foram encontrados mais de 30 tabletes de maconha, aproximadamente 25 kg, além de alguns gramas em haxixe.

No dia 24, Analistas-Tributários participaram da retenção de um veículo com eletrônicos. Por volta das 5h, o veículo foi abordado. Durante a inspeção, foram encontrados vários produtos eletrônicos para equipamentos de internet. Estima-se que os produtos ultrapassem R$ 6 mil. Ainda no dia 24, Analistas-Tributários participaram da retenção de 600 caixas de cigarros, um barco e um caminhão em Guaíra/PR. Também no dia 24, os Analistas-Tributários participaram da retenção de uma carreta e um ônibus transportando mercadorias ilegais na região da Ponte Internacional da Amizade/PR. Foram 1.200 kg de cebola, 200 kg de alho, bebidas, óleo de girassol, 5 pneus de caminhão e ervas de tererê, todos de origem estrangeira, sem documentação de importação regular foram retidos.

Na noite de quinta-feira (23), durante fiscalização de rotina no âmbito da Operação Muralha, Analistas-Tributários da Receita Federal, BPFron, Exército e ANTT retiveram celulares ocultos junto ao corpo de passageiro em ônibus de turismo em Foz do Iguaçu/PR. Após vistoria corporal, o passageiro foi questionado e revelou estar com aparelhos de celular ocultos nas pernas, por debaixo da calça. Foram então encontrados três aparelhos celulares estimados em aproximadamente R$ 2 mil.

Analistas-Tributários da Equipe de Vigilância e Repressão da Receita Federal participaram na quinta-feira, dia 23, em conjunto com Polícia Rodoviária Federal (PRF), da retenção de eletrônicos e perfumes em Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, oriundos do Paraguai. Estima-se que as mercadorias totalizem R$ 30 mil.

Também no dia 23, os ATRFB participaram de retenção de eletrônicos em Mundo Novo/MS. As mercadorias foram avaliadas em aproximadamente R$ 110 mil.  A operação iniciou quando foi avistado um veículo entrando em território brasileiro por uma estrada clandestina que vem do Paraguai e dá acesso à BR-163. O condutor conseguiu fugir a pé após tentar retornar com o veículo ao Paraguai por uma estrada vicinal da zona rural do município de Mundo Novo, onde perdeu o controle do veículo. No automóvel foram encontrados diversos eletrônicos, em sua maioria receptores digitais, memórias externas, celulares e alguns perfumes.

Ainda no dia 23, Analistas-Tributários da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho (Direp02) atuaram na retenção de cargas de madeiras sem documentação fiscal no Pará. Cerca de 60m³ de madeira estavam em um barco motor que saiu da cidade de Breves/PA e tinha como destino a cidade de Belém/PA. A ação ocorreu em conjunto com a Polícia Federal.

A semana de trabalho dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil foi marcada pela atuação em apreensão de drogas, como cocaína e skunk, e em retenção de mercadorias contrabandeadas, como madeira, cigarro, celulares, hortifrutigranjeiros, bebidas, perfumes. Os dados estão compreendidos entre os dias 23 a 30 de maio de 2019. O destaque de algumas apreensões é o trabalho realizado pelos agentes caninos, os cães de faro da Receita Federal (k-9).

Mais de 300 kg de cocaína foram apreendidos pelos Analistas- Tributários no Porto de Santos, litoral de São Paulo, nesta segunda-feira. O carregamento tinha como destino o porto de Roterdã, na Holanda. Durante ação de vigilância aduaneira foi localizado um contêiner frigorífico com indícios de violação na margem esquerda do porto, em Guarujá (SP). Uma equipe da Alfândega fez a abertura da caixa metálica e encontrou malas pretas. As bagagens armazenavam os tabletes da droga escondidos em meio à carga de carne congelada, para despistar a fiscalização das autoridades. No mesmo terminal, há uma semana, quatro apreensões consecutivas resultaram na apreensão de mais de duas toneladas da droga. Segundo a Alfândega do Porto de Santos, esta é a vigésima segunda operação que resulta em localização de ilícito no cais santista, que totaliza 10.124 kg de cocaína interceptados somente este ano.

No dia 29, os Analistas-Tributários participaram da apreensão de 122,5 kg de cocaína no Aeroporto de Guarulhos/SP. Destaque para as equipes de cães de faro que auxiliaram na ação. A droga estava em uma das cargas do aeroporto, oculta em 50 caixas de vinho branco. O destino final da cocaína era a Guiné Equatorial.

Em Manaus, o destaque é o trabalho do agente canino Odin. Foi por meio do faro apurado de Odin que os Analistas-Tributários da Receita Federal apreenderam na madrugada de sexta-feira, 24/05, na Alfândega do Aeroporto Eduardo Gomes em Manaus, 13,360 kg de skunk. Odin alertou os servidores da Receita Federal quando as malas já estavam na carreta de malas já embarcando. O destino da droga era Viracopos.

No domingo (26), uma mulher sul-africana foi presa no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, ao tentar embarcar em um voo com destino a Cotonou, no Benin. Os Analistas-Tributários apreenderam 3 kg de cocaína com a passageira depois que os agentes caninos (cães farejadores) indicaram que havia algo errado com a bagagem dela. A droga estava escondida em um forno que a passageira levava.

Também no domingo, dia 26 de maio, Analistas-Tributários participaram, durante fiscalização de rotina na Operação Muralha, de ação conjunta com policiais do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) e o Exército, que resultou na retenção de um veículo com eletrônicos no Paraná. Por volta das 8h, um veículo foi abordado no posto de fiscalização próximo à praça de pedágio em São Miguel do Iguaçu/PR. Durante a inspeção, foram encontrados produtos eletrônicos e smartphones. O condutor estava com sinais de embriaguez, tinha a CNH vencida e não tinha os documentos do carro. Estima-se que as mercadorias ultrapassem R$ 30 mil.

No dia 28, os Analistas-Tributários atuaram na retenção de celulares descaminhados dentro de um ônibus em São Miguel do Iguaçu, no Paraná. A ação foi realizada no âmbito da Operação Muralha, quando um ônibus de linha que seguia até Matelândia/PR foi parado na barreira da BR-277, próximo ao pedágio de São Miguel do Iguaçu e durante inspeção no interior do ônibus, as equipes suspeitaram do nervosismo aparente de uma passageira. Após verificação, foram encontrados 76 aparelhos celulares escondidos embaixo da poltrona da passageira.

Analistas-Tributários também participaram no dia 28 da retenção de um caminhão com 40 pneus ocultos em Guaíra/PR. No dia 27, o destaque foi a atuação na retenção de um veículo carregado com 6 mil pares de óculos em Nova Alvorada do Sul, no Mato Grosso do Sul. Na madrugada do dia 29, o destaque foi a atuação na retenção de um simulacro de arma de fogo, medicamentos e tubos de ar comprimido em caminhão na Ponte Ayrton Senna, que liga o Paraná ao Mato Grosso do Sul. Durante a vistoria, as equipes encontraram 113 comprimidos de Nobésio extraforte (rebite) sem prescrição médica, um simulacro de arma de fogo, seis tubos de ar comprimido, uma caixa de chumbo 4,5 mm e munição de calibre 7,62 mm.

Analistas-Tributários participaram na noite de sábado, dia 25, da apreensão de maconha e haxixe no Paraná durante a fiscalização do bagageiro de um ônibus. Após vistoria na bagagem, foram encontrados mais de 30 tabletes de maconha, aproximadamente 25 kg, além de alguns gramas em haxixe.

No dia 24, Analistas-Tributários participaram da retenção de um veículo com eletrônicos. Por volta das 5h, o veículo foi abordado. Durante a inspeção, foram encontrados vários produtos eletrônicos para equipamentos de internet. Estima-se que os produtos ultrapassem R$ 6 mil. Ainda no dia 24, Analistas-Tributários participaram da retenção de 600 caixas de cigarros, um barco e um caminhão em Guaíra/PR. Também no dia 24, os Analistas-Tributários participaram da retenção de uma carreta e um ônibus transportando mercadorias ilegais na região da Ponte Internacional da Amizade/PR. Foram 1.200 kg de cebola, 200 kg de alho, bebidas, óleo de girassol, 5 pneus de caminhão e ervas de tererê, todos de origem estrangeira, sem documentação de importação regular foram retidos.

Na noite de quinta-feira (23), durante fiscalização de rotina no âmbito da Operação Muralha, Analistas-Tributários da Receita Federal, BPFron, Exército e ANTT retiveram celulares ocultos junto ao corpo de passageiro em ônibus de turismo em Foz do Iguaçu/PR. Após vistoria corporal, o passageiro foi questionado e revelou estar com aparelhos de celular ocultos nas pernas, por debaixo da calça. Foram então encontrados três aparelhos celulares estimados em aproximadamente R$ 2 mil.

Analistas-Tributários da Equipe de Vigilância e Repressão da Receita Federal participaram na quinta-feira, dia 23, em conjunto com Polícia Rodoviária Federal (PRF), da retenção de eletrônicos e perfumes em Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, oriundos do Paraguai. Estima-se que as mercadorias totalizem R$ 30 mil.

Também no dia 23, os ATRFB participaram de retenção de eletrônicos em Mundo Novo/MS. As mercadorias foram avaliadas em aproximadamente R$ 110 mil.  A operação iniciou quando foi avistado um veículo entrando em território brasileiro por uma estrada clandestina que vem do Paraguai e dá acesso à BR-163. O condutor conseguiu fugir a pé após tentar retornar com o veículo ao Paraguai por uma estrada vicinal da zona rural do município de Mundo Novo, onde perdeu o controle do veículo. No automóvel foram encontrados diversos eletrônicos, em sua maioria receptores digitais, memórias externas, celulares e alguns perfumes.

Ainda no dia 23, Analistas-Tributários da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho (Direp02) atuaram na retenção de cargas de madeiras sem documentação fiscal no Pará. Cerca de 60m³ de madeira estavam em um barco motor que saiu da cidade de Breves/PA e tinha como destino a cidade de Belém/PA. A ação ocorreu em conjunto com a Polícia Federal.