IMG_7645

A presidenta do Sindireceita, Sílvia de Alencar, participou de reunião nessa terça-feira, dia 18, do Conselho Nacional de Combate à Pirataria (CNCP), no Ministério da Justiça, em Brasília. Durante a reunião, coordenada pela secretária executiva substituta Maria Eduarda Cintra, foram tratados assuntos relevantes de combate à pirataria e também foi discutida a pauta do dia Nacional de Combate à Pirataria, marcado para o dia 3 de dezembro.

Na oportunidade, Sílvia de Alencar debateu com o CNCP sobre a cartilha de combate à pirataria do Sindireceita, que está em fase de finalização, para que seja concluída consensualmente com os demais interessados do Conselho Nacional. “A cartilha do Sindireceita tem o objetivo de contribuir com o combate ao contrabando, descaminho, pirataria no Brasil, alertando a população sobre os riscos que correm ao comprar mercadorias ilícitas”, disse. A presidenta também reforçou que pretende lançar a cartilha junto com o Dia Nacional de Combate à Pirataria, pois está dependendo apenas da consolidação das sugestões dos conselheiros do CNCP.

boletim

O presidente do Fórum Nacional Contra a Pirataria e a Ilegalidade, Edson Luiz Vismona, destacou a importância da cartilha do Sindireceita. “Essa cartilha de combate à pirataria do Sindireceita é importante para que o CNPC tenha mais uma ferramenta para trabalhar no combate ao contrabando de mercadorias e outros crimes organizados no País”, ressaltou.

 

Edson Luiz Vismona sugeriu alguns pontos para a programação do Dia Nacional de Combate à Pirataria, programado para o dia 3 de dezembro, e destacou que na ocasião também será comemorado os dez anos do Conselho Nacional de Combate à Pirataria. Nesse dia está prevista a apresentação de um Seminário representantes de destaque, que ficou de ser confirmado ainda pelo CNCP.

IMG_7653

A cartilha de combate à pirataria do Sindireceita será concluída em breve e apresentará os riscos e prejuízos gerados pela pirataria ao País. O material será útil a outros públicos-alvo, tendo informações primárias e indicação de leitura complementar, aos que se quiserem se aprofundar no assunto.