A Semana Original realizada em Curitiba/PR, entre os dias 8 e 12 de dezembro, homenageou escolas que são exemplos na promoção da educação fiscal e na conscientização sobre os malefícios que a pirataria causa à sociedade. Foram homenageados os Centros Educacionais La Salle e Eurides Brandão e as Escolas Municipais Paulo Freire e São Gabriel. Um prêmio foi entregue aos representantes de cada instituição, reconhecendo os serviços prestados à sociedade e incentivando a continuidade das ações.

IMG_8707

O diretor do Centro Educacional La Salle recebe a homenagem do Sindireceita pelas mãos de Moisés Hoyos, diretor de Assuntos Aduaneiros da entidade

O diretor do Centro Educacional La Salle, José Antônio Buher, acredita que o projeto da Semana Original é fundamental para que as crianças aprendam sobre a pirataria. Justamente por isso, a instituição ensina os alunos dos últimos anos do ensino fundamental conceitos básicos de pirataria e educação fiscal. “O mundo muda a partir de atitudes de cada um, então o ideal é construir cidadãos mais conscientes ainda na infância, para que tomem atitudes corretas na vida adulta”, declara.

As atividades de conscientização dos malefícios da pirataria devem se iniciar nas escolas, segundo a diretora da Escola Municipal Paulo Freire, Cintia Carneiro. “Acho muito importante ensinar às crianças sobre a pirataria, pois a partir da consciência infantil que você pode construir uma cidade melhor, livre de pirataria. E é no ambiente escolar que devemos iniciar esse trabalho”.

IMG_8446

Para receber a homenagem do Sindireceita para a Escola Municipal Paulo Freire, estiveram presentes na solenidade de abertura as representantes da Secretaria de Educação, Rosnele Armstrong e Gisele de Medeiros

Na Escola Municipal São Gabriel, a conscientização também começa cedo. Alunos de 3ª a 5ª série já aprendem sobre os malefícios causados pela pirataria. A professora Silvane Aparecida conta que a ideia de trabalhar esse assunto com as crianças surgiu a partir de uma situação inusitada. “Dei uma tarefa para a turma que falava sobre o preço de um DVD, que era 23 reais, e os alunos ficaram abismados com o valor. Então percebi que para nós, adultos, é um preço normal, mas para eles não. Alguns parentes dessas crianças compram três DVDs por dez reais, pirateados, e por isso elas acham um absurdo pagar 23 reais em uma obra dessas”, explica. A partir de então, a professora passou a dar aulas de conscientização para as crianças das suas turmas, com foco na pirataria e educação fiscal.

juliana

A diretora Juliana Ferreira recebe o prêmio do Sindireceita pelas mãos de Moisés Hoyos.

Ainda na Escola São Gabriel a diretora Juliana Alves Ferreira declarou apoio à iniciativa e a partir de então começaram os trabalhos na escola. “Queremos abraçar essa causa para que seja parte do plano de ação da nossa escola a partir de 2015, porque se o aluno tem o incentivo aqui na escola, ele leva pra casa e para a família, disseminando o conhecimento. Esperamos que o município da Fazenda Rio Grande, onde se localiza a escola, faça um projeto similar, pois é de grande valia para todos”, afirma.

Para a professora do Centro Educacional Eurides Brandão, Elizabete Gumiero, que fez recentemente um curso sobre educação fiscal ministrado pela Escola de Administração Fazendária (Esaf), é essencial tratar desses assuntos, uma vez que eles estão presentes na rotina de todos. “Esse tipo de iniciativa é muito importante para as crianças e jovens, já que envolve assuntos do nosso cotidiano que às vezes os próprios adultos desconhecem, como a educação fiscal”, explica.

elizabeth

O diretor Moisés Hoyos entrega o prêmio a representantes da escola Eurides Brandão, Ruth Ries e Elizabete Gumiero

As escolas homenageadas também receberam a palestra “Educação contra a pirataria”, ministrada pelo diretor de Assuntos Aduaneiros do Sindireceita, Moisés Hoyos, que considera o projeto Semana Original um ato de cidadania do Sindireceita. “Nosso sindicato além de atuar em questões relacionadas ao nosso cargo deve sempre promover ações para o desenvolvimento social, buscando construir uma sociedade mais consciente de seus direitos e deveres, e a Semana Original tem esse objetivo”, declarou o representante do Sindireceita.

A expectativa para o ano de 2015 é que a Semana Original visite as cidades de Governador Valadares e Manaus.