Marcha Unificada dos Servidores Públicos Federais

A indefinição do governo em torno das negociações salariais levou o funcionalismo a apelar mais uma vez para manifestação na Esplanada dos Ministérios, em Brasília/DF. O Sindireceita, juntamente com outras 31 entidades de todo o país, se mobilizou na manhã desta terça-feira, dia 05 de junho, para a Marcha Unificada dos Servidores Públicos Federais com o objetivo de garantir avanços nos processos de negociação em curso no Ministério do Planejamento.

Segundo Sílvia Felismino, a campanha salarial do Sindireceita em prol da categoria já iniciou

A passeata que saiu da Catedral e contornou a Praça dos três poderes até o Ministério do Planejamento, mobilizou mais de 15 mil pessoas de todo o Brasil. O ato público em defesa do serviço público federal faz parte da Campanha Salarial Unificada para 2012, formada por 31 entidades que compõem o Fórum Nacional dos Servidores Federais que almejam, entre outras coisas, uma definição de uma política salarial permanente, reposição inflacionária, alteração da data base, valorização do salário e incorporação das gratificações para as categorias. Além disso, os servidores vêm enfrentando a precarização das condições de trabalho e ataques aos direitos básicos, como a recente privatização da previdência, com a criação da Funpresp.

Mesmo com a pressão dos servidores em busca do justo avanço nas negociações da Campanha Salarial 2012 o governo, entretanto, já afirmou que não irá conceder reajuste linear ao funcionalismo federal este ano. Na última sexta-feira, dia 1º de junho, o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais participou da oitava reunião do ano com secretário de o secretário de Relações de Trabalho do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Sérgio Mendonça. Sem avanços, os dirigentes das entidades ficaram impacientes com os inúmeros discursos de austeridade por parte do Governo e solicitaram que o secretário só marque uma próxima reunião com as entidades do Fórum quando, verdadeiramente, tiver uma resposta à pauta da Campanha Salarial de 2012.

Representando a diretoria do Sindireceita estavam a presidenta, Sílvia Felismino e o diretor de Assuntos Parlamentares, Hélio Bernades

1º Dia Nacional de Luta pela Reestruturação Salarial

A presidenta do Sindireceita, Sílvia Helena de Alencar Felismino, afirmou que a marcha desta terça-feira mostrou a disposição dos servidores em enfrentar e combater todos os obstáculos que estão no caminho do fortalecimento do Estado e melhoria dos serviços públicos. “Há disposição, inclusive, para realização de novas mobilizações em defesa do setor público. Os Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil de todo o país, por exemplo, irão realizar no próximo dia 14 de junho o “1º Dia Nacional de Luta pela Reestruturação Salarial” para alertar o governo federal sobre a insatisfação da categoria quanto aos rumos da negociação salarial”, explicou a sindicalista.

No movimento citado pela presidenta do Sindireceita, os Analistas-Tributários irão se reunir para demonstrar que estão mobilizados e dispostos a lutar pela almejada reestruturação salarial, pois até o momento as mesas de negociação não avançaram. Sílvia destaca, também, que o tempo para que a categoria seja contemplada no Orçamento de 2013 já está se esgotando e que a categoria não obteve sequer o reajuste equivalente ao índice da inflação. “Nas últimas reuniões, o secretário Sérgio Mendonça tem repetido o discurso de austeridade do governo e não sinaliza sequer que irá atender aos pleitos dos servidores de política salarial, reajuste emergencial e reajuste dos benefícios”, explicou Felismino.

Segundo a representante da entidade, a campanha salarial do Sindireceita em prol da categoria já iniciou. “A partir de agora temos que caminhar firmes e coesos em busca da reparação de uma injustiça histórica perpetrada contra os Analistas-Tributários”, exclamou a presidenta do Sindireceita.