Analistas-Tributários filiados ao Sindireceita que ingressaram no serviço público antes do dia 4 de fevereiro de 2013, já podem acessar o sistema online de análise de cenário disponibilizado pelo Sindicato para projetar a sua remuneração futura, caso decidam migrar ao Regime de Previdência Complementar (RPC) e/ou aderir à Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp). Para acessar o sistema, os Analistas-Tributários devem solicitar a chave de acesso à plataforma, ligando para o Centro de Atendimento Jurídico ao Filiado (CAJF) nos telefones (61) 3962-2303 ou (61) 3962-2304. A chave de acesso ao sistema é fornecida gratuitamente para todos os filiados ao Sindireceita.

Os servidores têm até o dia 28 de julho de 2018 para fazer a opção de migração do Regime Próprio (RPPS) para o Regime de Previdência Complementar (RPC). Aqueles servidores que decidirem migrar para o RPC têm a opção de aderir ou não ao Funpresp.

O sistema de análise de cenário disponibilizado pelo Sindireceita realiza cálculos baseados na situação individual de cada Analista-Tributário. Após a avaliação das informações preenchidas pelos servidores na plataforma, o sistema gera como resultado uma expectativa de benefício a ser recebido, na hipótese de migração para o RPC, e uma comparação com o salário de participação (remuneração bruta menos o teto do INSS, hoje de R$ 5.645,80). Essas informações serão importante subsídio aos Analistas-Tributários, para que tomem a melhor decisão sobre a sua Previdência, uma vez que a migração ao RPC se trata de opção definitiva, irrevogável e irretratável.

A Diretoria Executiva Nacional (DEN) do Sindireceita reitera que, antes de encaminhar a solicitação de chave de acesso ao CAJF do Sindicato, os Analistas-Tributários devem acessar o formulário do “Simulador de Aposentadoria do Servidor Público”, desenvolvido pela Controladoria-Geral da União, para realizar o cálculo da data de sua aposentadoria. Além disso, os servidores devem ter acesso às suas fichas financeiras, mês a mês, desde o ano de 1994, contendo o espelho de todas as suas contribuições desde julho de 1994 (seja no regime geral ou próprio), além da data de ingresso no serviço público.

Clique aqui para obter mais informações sobre o sistema de análise de cenário para migração ao RPC/Funpresp.