O Analista-Tributário da Receita Federal, Celso Barros, que trabalha na Aduana em Foz do Iguaçu/PR, há mais de 20 anos, foi personagem da reportagem publicada pelo jornal alemão Die Zeit. A reportagem revela, entre outros pontos, as dificuldades e limitações para realização do controle aduaneiro na região da tríplice fronteira, destaca a ausência do porte de arma para os Analistas-Tributários que atuam no controle de fronteira e outras falhas na estrutura de fiscalização.

O texto aponta o crescimento da cidade e do comércio em Ciudad del Este, Paraguai, os problemas políticos nos três países, Argentina, Brasil e Paraguai, as diferenças econômicas, sociais, de impostos e legislação para importação e exportação. O jornalista Thomas Fischermann mostra a facilidade com que produtos contrabandeados ingressam no Brasil, trazidos em embarcações que cruzam o rio Iguaçu, que divide o Brasil e o Paraguai, os esquemas dos vendedores e a logística utilizada pelas quadrilhas para o transporte do contrabando, que dispõe inclusive de aviões para o transporte das mercadorias. Durante a apuração da reportagem, o jornalista acompanhou o trabalho de seleção de contribuintes e a apreensão realizada pelos Analistas-Tributários da Receita Federal.

Veja a reportagem.