A importância da união entre dos servidores da Receita Federal do Brasil (RFB) para fortalecer a instituição e promover maior eficiência ao órgão foi tema que marcou as explanações realizadas no encerramento do VI Encontro Regional dos Analistas-Tributários das áreas de Atendimento, Arrecadação e Cobrança da 9ª Região Fiscal, ocorrido na última terça-feira, dia 25, em Curitiba/PR. O evento, realizado pelo Sindireceita com apoio da Superintendência da 9ª RF, contou com a presença de mais de 40 Analistas-Tributários e administradores locais, que participaram de palestras e debates ao longo do dia, no auditório do 11º andar do hotel Mabu Curitiba Business.

Durante as considerações finais, o presidente do Sindireceita, Geraldo Seixas agradeceu a presença dos participantes do evento e ressaltou que a abertura do diálogo entre o Sindicato e a administração da RFB tem gerado resultados positivos para os Analistas-Tributários. “Eu sou de uma época em que os Analistas-Tributários não se sentiam parte da Receita Federal e nós tivemos que quebrar esse paradigma. Hoje, nós colaboramos e participamos ativamente das atividades da instituição e sempre convidamos a administração a participar dos nossos eventos. Atualmente, o Analista-Tributário tem condições de se sentir mais partícipe da Receita Federal e do nosso próprio Sindicato. Isso para nós é motivo de satisfação”, declarou Geraldo Seixas.

Em sua explanação, o diretor de Defesa Profissional do Sindireceita, Alexandre Magno Cruz Pereira, destacou a importância da parceria firmada entre o Sindireceita e a administração da RFB para a realização do encontro. “Não é fácil realizar um evento como este e eu agradeço a todos que contribuíram para o sucesso deste encontro. Elaboramos esse encontro em conjunto com a administração da Receita Federal, porque nós entendemos que a instituição sempre vem em primeiro lugar, acima de quaisquer interesses particulares. Precisamos seguir discutindo a eficiência do nosso órgão”, disse.

O presidente do CEDS/PR e delegado sindical em Curitiba/PR, Alcione Policarpo, saudou os colegas e afirmou que o diálogo entre a administração e os Analistas-Tributários tem sido positivo em Curitiba. “Agradeço aos colegas pela participação neste evento e, também, à Diretoria do nosso Sindicato e aos administradores que aqui estão. Esse diálogo e harmonia entre a nossa categoria e a administração já ocorre há bastante tempo aqui, em Curitiba, e é uma experiência bastante saudável, realizada de forma franca. Em nome da DS Curitiba e do CEDS Paraná, afirmo que estamos sempre de portas abertas para receber o Sindicato, a administração e os colegas de outras regiões”, afirmou Policarpo.

O coordenador-geral de Atendimento (Cogea/RFB), Antônio Henrique Lindemberg Baltazar elogiou a iniciativa do Sindireceita de manter diálogo aberto junto à administração da RFB e ressaltou que as categorias do órgão devem se preparar para as mudanças em curso na instituição. “Parabenizo a atitude da Diretoria do Sindireceita. É muito difícil para a administração conseguir organizar eventos desse porte e, por isso, eu faço questão e sou grato por poder conversar com vocês. As mudanças, novidades e rupturas naturalmente podem gerar medo ou receio, mas é importante que a gente tenha em mente que essas mudanças acontecem e não há como pará-las. A questão é verificarmos qual é a melhor forma de atendermos os nossos interesses, da instituição e da sociedade”, declarou Lindemberg.

Debate e futuro 

Em sua explanação, o chefe da Divisão de Gestão de Pessoas (Digep) da 9ª RF, Carlos Alberto Kletemberg destacou a pertinência dos temas debatidos durante o VI Encontro Regional e a relevância do Mapeamento de Processos de Trabalho para toda a categoria. “Fiquei muito feliz com os debates que presenciei hoje. Até alguns anos atrás, nós andávamos pisando nos pés uns dos outros e nos orientando apenas pela legislação vigente. Neste sentido, o Mapeamento de Processos de Trabalho funciona como um GPS, que não é perfeito, pois possui uma margem de erro. É importante que estejamos sempre abertos ao diálogo, a ouvir propostas e encontrar soluções, para que essa margem de erro seja reduzida, até que desapareça. Devemos caminhar juntos e construir uma Receita Federal com uma estrutura menos vertical e mais horizontal”, afirmou Kletemberg.

O chefe da Divisão de Interação com o Cidadão (Divic) da 9ª RF, Francisco Horst Bignardi Reinhardt, também enalteceu a qualidade dos debates ocorridos ao longo do evento e a importância do diálogo para a construção de soluções visando a otimização dos serviços prestados pela RFB. “Foi muito gratificante observar as sugestões que foram dadas aqui. Quanto ao futuro da Receita Federal, temos muitas alternativas para perseguir com resultados que certamente serão bons para a sociedade e bons para nós, servidores da instituição. Esse evento contribuiu muito em todos esses aspectos e devemos seguir conversando, pois esse é o melhor caminho para chegarmos a soluções”, defendeu o chefe da Divic da 9ª RF.

“Fazemos parte de uma só instituição”, declarou, em suas considerações finais, o chefe da Divisão de Arrecadação e Cobrança da 9ª Região Fiscal (Dirac/9ªRF), Eriton Lima de Oliveira. Para ele, eventos como os encontros regionais promovidos pelo Sindireceita devem ser adotadas, também, pelos demais sindicatos de categorias do Fisco. “Teremos muito trabalho pela frente e certamente veremos muitas transformações na Receita Federal. Precisamos ter boa vontade e desprendimento. Fiquei muito entusiasmado com o convite e fiz questão de trazer toda a nossa equipe da Dirac. Os debates foram de alto nível e, quem sabe, outros sindicatos possam fazer o mesmo”, sugeriu.