Em 2013, as apreensões de cigarros realizadas pela Receita Federal do Brasil (RFB) somaram mais de R$ 331,5 milhões, o que representou 19,71% do total de mercadorias apreendidas em todo o país pelo órgão. Um trabalho que contou com a participação expressiva de Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil que lutam diariamente contra o contrabando e descaminho.

Essa atuação repressiva, realizada em vários pontos do país como Foz do Iguaçu/PR, fronteira com o Paraguai, e Dionísio Cerqueira/SC, na fronteira com a Argentina, impediu que mais de 180.5 milhões de maços de cigarros, ou seja, mais de 3,61 bilhões de cigarros ilegais chegassem até as cidades brasileiras, o que representou um aumento de 11,8% em volume de apreensões em comparação ao ano de 2012.

Diariamente, Analistas-Tributários que atuam na fiscalização e nas equipes de vigilância e repressão apreendem cigarros que entram ilegalmente no país causando prejuízos econômicos e, principalmente, colocando em risco a saúde da população. Esse é mais um exemplo da luta dos Analistas-Tributários para tornar o Brasil um país mais seguro para todos.