Loading
Page 7 of 9« First...56789

Portal G1 24/05 Durante 13 dias, soldados mapearam trecho perto de Suriname e Guiana. Tropa descobriu garimpos, pistas clandestinas, tráfico de animais e trilhas. Militares brasileiros chegam a comunidades indígenas e localizam trilhas clandestinas na fronteira com Guiana e Suriname (Foto: Força 3/Divulgação)Militares brasileiros realizaram pela primeira vez o reconhecimento de uma área na fronteira do Brasil com o Suriname e a Guiana considerada até então desconhecida pelos órgãos públicos. Segundo o general Eduardo Villas Bôas, comandante militar da Amazônia, o levantamento...


  Em Porto Mauá, deficiência aumenta filas na balsa que faz travessiaNa edição do último sábado, dia 12 maio, o jornal Zero Hora destacou o lançamento do documentário “Fronteiras Abertas – Um retrato do abandono da aduana brasileira”. O diretor do Sindireceita, Sérgio de Castro, autor do livro e do documentário, destacou na reportagem a necessidade de contratação de mais Analistas-Tributários e de mais investimentos na aduana. O Portal do Jornal Zero Hora também postou o documentário “Fronteiras Abertas”.Veja a reportagem abaixo: Com apenas 20% do efetivo necessá...


Ministério da Defesa03/05/2012Villas Bôas – comandante da Operação Ágata 4 – avaliou que o principal resultado desta ação, que envolve mais de 8,5 mil militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, será o de mapear a área fronteiriça de pouco mais de cinco mil quilômetros.Pelo menos dez pistas clandestinas utilizadas para pousos e decolagens de aeronaves a serviço de garimpeiros foram identificadas pela inteligência da Força Aérea Brasileira (FAB). Duas delas devem ser destruídas no âmbito da Operação Ágata 4 – ação conjunta que envolve as Forças Armadas bra...


Ministério da Defesa 02/05 Com a participação de 8,5 mil militares e uma centena de agentes civis, o Ministério da Defesa deu início na manhã desta quarta-feira à Operação Ágata 4 – a maior ação conjunta das Forças Armadas – na região Norte, na fronteira com Venezuela, Suriname, Guiana Francesa e Guiana. Nas próximas semanas, tropas da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, com a participação da Polícia Federal e da Força Nacional de Segurança Pública, entre outros, estarão patrulhando uma área de cinco mil quilômetros entre a foz do Rio Oiapoque ao munic...


O Sindireceita acaba de disponibilizar o documentário “Fronteiras Abertas – Um retrato do abandono da aduana brasileira” nas redes sociais. A versão completa do documentário pode ser assistida no canal do Sindirceita no Youtube e compartilhada pelas redes sociais. Com mais essa iniciativa o Sindireceita, que produziu o documentário com a colaboração da FENAPEF e do deputado federal Paulo Pimenta (PT/RS), pretende ampliar ainda mais o debate sobre a necessidade de uma política nacional para a Aduana e revelar ao País as fragilidades no controle de fronteiras. ...


Foi publicada na edição de hoje, dia 20 de abril, do Diário Oficial da União (DOU), a Portaria nº 618, do Ministério da Justiça que autoriza o emprego da Força Nacional de Segurança Pública nos municípios da faixa de fronteira e divisa do Amazonas.A Força Nacional atuará temporariamente em cooperação com integrantes do Sistema de Segurança Pública do Estado do Amazonas. O número de policiais a ser disponibilizado pelo Ministério da Justiça obedecerá ao planejamento definido pelo governo estadual e Ministério. A ações serão realizadas no prazo de 180 dias, prorrogáveis...


Publicado  em 20/03/2012 Prédio da Aduana Integrada na Guiana Francesa onde operam Polícia de Fronteira, Aduana e Vigilância Sanitária Quase dois anos após a primeira visita à cidade do Oiapoque, no Amapá, a equipe do Sindireceita, que produziu o livro e o documentário “Fronteiras Abertas – Um retrato do abandono da aduana brasileira” voltou a ponto mais ao norte da fronteira do País. O cenário de abandono no Brasil contrasta com a estrutura montada pelo governo da Guiana Francesa destinada a fiscalização, controle e repressão na saída da ponte internacional so...


02
mar
2012

Há pouco mais de quatro anos a Receita Federal investiu cerca de R$ 45 milhões na compra de um lote de 11 lanchas de patrulha. O lançamento das embarcações foi marcado por discursos e promessas de que esses equipamentos se transformariam em um diferencial nas ações de patrulhamento, vigilância e fiscalização de portos, do litoral e rios, especialmente na bacia amazônica. Mas a realidade que se vê hoje em vários atracadouros pelo País é bem diferente. As cerimônias e os discursos políticos deram lugar ao abandono. Além de parte das 11 embarcações recém-compradas estarem p...


O Tribunal de Contas da União (TCU), em auditoria no Sistema Nacional de Políticas Públicas Sobre Drogas (Sisnad), que avaliou as ações de repressão ao tráfico de drogas na fronteira do país, constatou deficiências de infraestrutura e carência de equipamentos nas delegacias da região. Em muitas delas não há sala para audiências, estacionamentos para as viaturas, e para os veículos apreendidos, que ficam expostos a céu aberto. Em Ponta Porã (MS) as condições de trabalho oferecidas aos servidores são muito ruins, tendo sido observados pontos de alagamento, infiltrações e...


Ministério da Defesa Brasília, 17/11/2012 Brasil e Colômbia irão ampliar os laços militares e aprofundar a cooperação industrial e tecnológica no setor de defesa. Os ministros da Defesa do Brasil, Celso Amorim, e da Colômbia, Juan Carlos Pinzón Bueno, se reuniram hoje em Brasília para tratar de temas relacionados à cooperação bilateral e, ao final do encontro, divulgaram um comunicado conjunto com um resumo das medidas, que incluem a ampliação de parcerias no âmbito da União das Nações Sul-Americanas (Unasul). A primeira dessas iniciativas é iniciar os trabalhos d...